Publicidade:

Confira cinco usos do CBD para dor

Ser saudável é da natureza do corpo humano, portanto, qualquer tipo de dor aponta sempre para uma questão que precisa ser resolvida. Isso do ponto de vista físico, e temos o lado mental também, e todos nós sabemos, consciente ou inconscientemente, que corpo são contribui para mente sã e vice-versa. Nesse contínuo que é a busca pela saúde, você sabia que o CBD pode ser um grande aliado?

LEIA TAMBÉM:
+ “O milagre pelo qual eu esperava,” diz surfista que curou derrame com CBD
+ CBD para surfistas: alívio natural e poderoso aliado
+ Maconha é 144 vezes mais segura que álcool, segundo estudo

Principalmente se você sofre de doenças como artrite, fibromialgia, dores crônicas e dores causadas por doenças graves, como espondilite anquilosante; essas são apenas algumas das mazelas da saúde que podem ser aliviadas com o uso do CBD.

Confira a seguir mais detalhes a respeito de como a Cannabis pode se revelar um santo remédio para dores, a partir de informações do blog Dr. Cannabis:

Cólicas menstruais

As cólicas que muitas mulheres têm durante a fase reprodutiva podem ser leves ou fortes o suficiente para tirar a mulher de jogo durante o dia, fazendo com que ela precise de medicamento e repouso para dar conta da dor. Porém, usar a Cannabis para aliviar a cólica menstrual não é algo novo.

Este uso terapêutico já é narrado em documento antigos, na Mesopotâmia. Mesmo ainda com poucos estudos científicos, seu potencial de tratamento é muito grande, o que fez a indústria se movimentar para criar uma linha de produtos para atender essas pacientes.

São cremes, supositórios e absorventes internos infusionados para fazer uso do CBD para dor menstrual.

Espondilite anquilosante

Inflamações crônicas podem causar doenças graves. A espondilite anquilosante é um tipo de reumatismo que causa inflamação, principalmente, na coluna vertebral e nas articulações que ficam na região das nádegas. Como a doença não tem cura, resta ao paciente buscar meios de aliviar as dores, que podem vir a ser incapacitantes.

Uma revisão científica feita por um neurologista demonstrou que a Cannabis ajuda na redução da dor associada a quadros clínicos como fibromialgia, enxaqueca, dor crônica nas costas e no pescoço, osteoartrite e dor menstrual, que são geram sintomas semelhantes aos vividos por pacientes que têm espondilite anquilosante.

Há evidências de que a planta é eficaz no alívio da dor neuropática e na redução dos quadros inflamatórios, sintomas associados à espondilite anquilosante.

Artrite

A artrite é uma inflamação que dá nas articulações que causa dor e rigidez progressivamente. Estudos têm demonstrado que o CBD ativa os receptores endocanabinoides, diminuindo o processo inflamatório crônico da doença.

O óleo rico em CBD é uma das opções que as pessoas com artrite podem usar para a realização do tratamento da doença. Mas não é somente com o óleo que pacientes com artrite podem tratar as inflamações. É possível também fazer o uso tópico com cremes ricos em CBD, ativando o receptor CB2, o principal responsável pelo controle da dor e da inflamação.

Fibromialgia

Há quem chame a fibromialgia de “doença da alma”, porque as dores e os demais sintomas que ela causa estão intimamente ligados à depressão e à ansiedade. As mulheres tendem a ser mais acometidas por essa doença.

Os efeitos moduladores e anti-inflamatórios do uso do CBD para dor têm feito com que a Cannabis seja uma opção de tratamento efetivo para essas pessoas que podem passar a vida sendo medicadas por dores diversas e sem origem aparente.

No National Pain Report.71 é possível acessar uma pesquisa realizada pela National Pain Foundation com mais de 1.300 pessoas que investigou a eficácia de três tipos de tratamentos farmacológicos para fibromialgia em comparação ao uso da Cannabis. Os resultados da pesquisa favorecem fortemente a planta sobre os medicamentos de prescrição atual e pouco eficazes.

Dor crônica

Aquela dor resistente e persistente que acomete mais de 2 milhões de pessoas todos os anos no Brasil. Viver com dor é algo que realmente prejudica vida de qualquer um. Porém, o CBD é uma opção viável de tratamento devido aos seus efeitos terapêuticos, principalmente, anti-inflamatórios.

Pesquisadores da Universidade Harvard, nos EUA, revisaram 28 ensaios clínicos randomizados e descobriram que, ao utilizar a Cannabis, todos os pacientes com dor apresentaram melhorias significativas em seus sintomas. Portanto, a conclusão foi de que o uso da cannabis para a dor crônica é apoiado por evidências de qualidade.

Portanto, artrite, fibromialgia, cólicas, dores crônicas e doenças graves podem ser tratadas com CBD.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias