Publicidade:

US Open: brasileiros avançam em Huntington

O funil vai se apertando em Huntington Beach, na Califórnia, com a primeira etapa do WSL Challenger Series de 2021, o US Open of Surfing, definindo suas baterias das oitavas de final femininas e masculinas.

Em uma quinta-feira de ondas pequenas de 2-3 pés, cinco brasileiros entraram na água para disputar as últimas vagas à terceira fase. Desse grupo, apenas dois se classificaram: Edgard Groggia conquistou a única vitória sul-americana do dia e Lucas Silveira passou em segundo lugar na sua bateria. Eles se juntam a Alex Ribeiro, que garantiu vaga na última quarta-feira (22).

Groggia competiu na 11ª e penúltima bateria da fase, que foi muito disputada. Edgard começou forte com duas notas na casa dos cinco pontos (5.43 e 5.33). O sul-africano Shane Sykes deu a resposta com a maior nota do confronto (7.00) e logo depois assumiu a liderança com 4.33 pontos.

Os dois trocaram de posição mais algumas vezes. Edgard fez 6.60 pontos com mais uma onda bem trabalhada e voltou para a liderança, mas Shane anotou 5.40 e reassumiu o primeiro posto. Porém o brasileiro não desistiu, voou com rotação no inside (6.20), foi pra liderança e não saiu mais.

USA Open Brasileiros
Edgard Groggia após a segunda vitória na Califórnia. Foto: @WSL / Kenny Morris

Outro brasileiro, João Chianca , também estava na bateria e teve um bom início, com duas notas na casa dos quatro pontos (4.63 e 4.43), mas foi ficando cada vez mais distante da classificação com a evolução de Edgard e Shane.

Restando oito minutos para o fim, quando precisava de 7.77 pontos, João executou duas batidas de backside e mais uma de front, anotou 6.60 e voltou pra briga. Porém nenhuma outra série entrou em Huntington Beach. Ele não teve chances de conquistar os 5.81 que precisava para avançar. O francês Maxime Huscenot ficou em quarto lugar e também se despediu do US Open of Surfing.

Veja também: 

+ John John Florence divulga clipe inédito

+ Títulos mundiais de Longboard serão definidos na Califórnia

+ PU x EPS: as vantagens e desvantagens de cada material, segundo Avelino Bastos

A segunda bateria da quinta-feira teve dois brasileiros. Lucas Silveira mostrou sintonia com o mar e se garantiu na terceira fase. Já Willian Cardoso não encontrou ondas com oportunidades de manobras boas e foi eliminado.

Cole Houshmand pegou cinco ondas. Três não renderam boas pontuações, mas duas sim. As notas 6.83 e 6.33 pontos foram as maiores do duelo e deram a vitória para o norte-americano.

Lucas também surfou cinco ondas e só uma foi no critério ruim (1.47). Com uma boa (5.57) e uma regular (4.70), ele terminou na segunda posição e se garantiu na fase dos 24 melhores do US Open of Surfing. O australiano Jordan Lawler foi o surfista que mais pegou ondas na bateria, sete no total, mas acabou eliminado com o terceiro lugar.

USA Open Brasileiros
Caroline Marks tirou a maior nota da semana em Huntington. Foto: @WSL / Kenny Morris

Além de Willian e João, o Brasil também perdeu Caio Ibelli nesta quinta-feira. Ele foi eliminado por apenas 0.01 e mostrou ainda estar abalado psicologicamente por não ter reclassificado para a elite pelo CT, na entrevista após a vitória da bateria anterior.

O confronto do brasileiro foi o primeiro do dia e o resultado foi decidido nos cinco minutos finais. O australiano Liam O’Brien saiu de quarto para primeiro com 7.33 pontos, depois ampliou a vantagem com 5.13. O peruano Alonso Correa, que era líder, tratou de garantir a segunda posição com mais 5.40 pontos.

O sul-africano Matthew McGillivray, que tinha a segunda maior nota da bateria (6.50), foi em busca do que precisava e marcou 4.23 pontos e foi eliminado. Caio, que também melhorou a pontuação com 4.30, surfou a última onda nos segundos finais e tentou a virada.

A bateria acabou e Caio sabia que precisava de 5.61 pontos para assumir a segunda posição e avançar na etapa. Porém a batida com reverse no outside, junto do aéreo reverse de front no inside valeram 5.60 e ele foi eliminado com o terceiro lugar. Liam e Alonso foram para o Round 3.

Nesta quinta-feira rolaram as oito baterias do terceiro round feminino. A norte-americana Caroline Marks conquistou a maior nota da etapa até o momento (9.00), e outra surfista dos Estados Unidos, Alyssa Spencer, foi a dona do maior somatório do dia (14.84). Todas as surfistas da América do Sul já foram eliminadas.

A próxima chamada para o US Open of Surfing acontece nesta sexta-feira (24), às 12h (de Brasília).

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias