Publicidade:

Alex Ribeiro é destaque no terceiro dia do US Open

O paulista Alex Ribeiro e o peruano Lucca Mesinas foram os primeiros sul-americanos a passar para a rodada classificatória para as oitavas de final do US Open of Surfing na Califórnia, Estados Unidos.

O terceiro dia do primeiro WSL Challenger Series do ano foi mais curto, com 14 baterias disputadas mais uma vez em condições difíceis, com ondas pequenas de 2-3 pés em Huntington Beach.

Foram realizados os seis confrontos que restavam para fechar a rodada inicial feminina e oito dos doze da segunda fase masculina. Mais cinco brasileiros e um peruano ainda vão competir nessas baterias que ficaram para abrir a quinta-feira, às 8h00 na Califórnia, 12h00 no Brasil.

A quarta-feira começou com as mulheres desafiando as difíceis condições do mar no maior palco do surfe norte-americano. A top da elite da World Surf League, Lakey Peterson, ficou em último no primeiro confronto do dia. O mesmo aconteceu com Summer Macedo, única representante do Brasil no US Open of Surfing, que também não achou boas ondas para mostrar o seu surfe. A jovem havaiana Bettylou Sakura Johnson passou essa bateria em primeiro lugar, com a australiana Philippa Anderson em segundo.

Com a derrota de Summer Macedo, restaram duas surfistas da América do Sul na briga pelo título da etapa que abre a batalha pelas vagas para completar a elite do World Surf League Championship Tour em 2022. O WSL Challenger Series classifica doze surfistas para o grupo dos top-34 da categoria masculina e seis para fechar as top-16 da feminina.

A equatoriana Dominic Barona vai disputar as duas primeiras vagas para as oitavas de final do US Open of Surfing com uma estrela já garantida em 2022, Caroline Marks, além da australiana Kobie Enright e a havaiana Gabriela Bryan. E já na segunda bateria, a peruana Daniella Rosas enfrenta a recordista de nota (7,67) e pontos (15,10) da primeira fase feminina, Dimity Stoyle, da Austrália, a norte-americana Kirra Pinkerton e a francesa Vahine Fierro.

TOPS DO CT ELIMINADOS – Assim como a categoria feminina, a masculina também iniciou a quarta-feira com eliminação de um top do CT 2021. Só que em dose dupla, com o australiano Jack Robinson e o taitiano Michel Bourez sendo barrados pelo japonês Shun Murakami e o único participante de Portugal no US Open of Surfing, Vasco Ribeiro. O número 4 do mundo no Rip Curl WSL Finals, semana passada em Trestles, Conner Coffin, também saiu da briga do título em Huntington Beach, ficando em último no confronto que Ezekiel Lau e Kolohe Andino se classificaram.

Esta bateria aconteceu entre as duas únicas que tiveram surfistas da América do Sul competindo na quarta-feira. A primeira foi com três brasileiros disputando duas vagas com um norte-americano e Nolan Rapoza achou duas boas ondas para vencer por 12,74 pontos, somando notas 7,17 e 5,57. Na briga pela segunda vaga para a próxima fase, Alex Ribeiro superou Alejo Muniz por 10,64 a 10,33, graças a nota 6,07 da sua melhor onda. Já Thiago Camarão não achou nada de ondas e terminou com 5,66 nas duas notas computadas.

Alex Ribeiro está na quarta bateria da terceira fase, com o havaiano Ezekiel Lau e o japonês Hiroto Ohhara, que já festejou vitória no US Open of Surfing em 2015. Mais cinco brasileiros e um peruano ainda podem chegar nesta batalha por vagas nas oitavas de final. Como já citado acima, Caio Ibelli está junto com o peruano Alonso Correa no primeiro confronto da quinta-feira. Willian Cardoso e Lucas Silveira estão no segundo e João Chianca e Edgard Groggia no terceiro.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias