Publicidade:

Publicidade:

Publicidade:

Surfista criado na maior favela da baixada santista sonha competir no CT da WSL



Surfista Marcos Corrêa mira agora o título paulista, que terá desfecho em Ubatuba e vale pontos para o ranking da Abrasp

Por Redação HC

O surfista Marcos Corrêa quer entrar para a seleta galeria de campeões paulistas. Com apenas 23 anos de idade, o surfista nascido em São Vicente vai com tudo para o Surf Trip apresenta Onbongo Pro Contest, que acontece entre os dias 22 a 24 deste mês, na Praia Grande em Ubatuba. A etapa define o campeão estadual desta temporada e também vale pontos para o ranking da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp).

Marcos Corrêa mira ganhar o título paulista para depois deslanchar no Qualifying Series, em busca da sonhada vaga no Championship Tour (CT). “O Paulista é um título que todos atletas do Brasil buscam por sua importância, tradição e força. Vou em busca dessa conquista para seguir mais animado para o Circuito Mundial de 2020, que começa pela Austrália, para buscar uma vaga no CT de 2021”, afirma o atleta, , que tem como melhor resultado a terceira colocação geral do paulista em 2015, com uma vitória em Maresias, São Sebastião.

Corrêa gosta da Praia Grande de Ubatuba, por ser semelhante com o mar onde treina, a Praia do Itararé, em São Vicente. “É uma onda fácil, parece com a que eu surfo todo dia. Fico feliz em ir para lá, vai ser muito bom, até para ganhar confiança”, ressalta o surfista, que este ano fez boas apresentações no QS, com o terceiro lugar no QS 3mil no Peru, e o 17º lugar QS 10mil na Espanha. “Em Pantin, perdi uma bateria antes das oitavas, mas consegui mostrar o meu surf, tanto nas ondas pequenas quanto grandes”.

 

DA MAIOR FAVELA DA BAIXADA SANTISTA PARA O MUNDO

 Em 2019, Marcos Corrêa fez somente a sua quarta temporada no Circuito Mundial e vem buscando seu lugar entre os grandes nomes. Antes de ser um vencedor nas ondas, ele superou a infância dura em São Vicente, quando morava em palafitas sobre as águas na comunidade México 70, que já foi uma das cinco maiores favelas do Continente, na divisa com Praia Grande.

Corrêa começou a surfar aos 11 anos de idade e logo mostrou ter talento. Foi bicampeão júnior do Hang Loose Surf Attack, referência da base, e também bicampeão no A Tribuna de Surf Colegial, ambos em 2012 e 2013. Na época, chegou a pensar em parar de surfar ao perder um patrocinador, mas hoje segue com boa estrutura, com a WG, Construtora Nossolar, Surf Trunk, Flow e Savannah Steak House.

Marcos Côrrea sonha em alcançar o CT (Foto: Danilo Sardinha/GloboEsporte.com )

“Pensei em desistir, mas valorizei as minhas conquistadas. Naquele tempo nunca imaginei que ia viajar o mundo, surfar com os melhores. Vivi em palafita e hoje minha casa é de bloco. Tenho uma estrutura boa dos meus patrocinadores para seguir competindo e quero chegar longe”, destaca o surfista.

O Surf Trip apresenta Onbongo Pro Contest Paulista de Surf terá R$ 30 mil de premiação e segue com inscrições abertas, agora liberadas também para atletas amadores. A lista de inscritos será finalizada no dia 17 de novembro, às 17h, ou antes, se o limite de 96 participantes for alcançado.

O Surf Trip apresenta Onbongo Pro Contest Paulista de Surf tem os apoios de Super Tubes, Kyw, Surf Trip & Surf Skate Mag e a realização da Federação Paulista de Surf, com colaboração da Associação Ubatuba de Surf (AUS) e Prefeitura Municipal de Ubatuba, através da Secretaria Municipal de Esportes e Lazer, e supervisão da Associação Brasileira de Surf Profissional (Abrasp).

VEJA TAMBÉM:
– CHLOÉ CALMON E CARLOS BAHIA SÃO CAMPEÕES DO OI LONGBOARD PRO
IMPRESSIONANTE: O BRASILEIRO QUE DESAFIA NAZARÉ GIGANTE NO BODYSURF
– PRAIA DE ITAMAMBUCA PODE SE TORNAR RESERVA MUNDIAL DE SURF

 

+Notícias

ONU retira maconha de lista...

Finalmente a a ONU retira maconha da lista de drogas pesadas. Foi um marco na...

Big Swell chega no Havaí

Um big swell chega no Havaí a partir desta quarta-feira, 2/12. Foi emitido um alerta...

Imersão no gelo: conheça essa...

Imersão no gelo. Já vimos técnicos e terapeutas usarem terapias de água quente e fria...

José Alla, um dos mais...

A comunidade do surf carioca está em luto pela morte de José Alla 60...