Publicidade:

Publicidade:

Publicidade:

O que comer para uma pele mais bronzeada



Que mulher que frequenta praia não quer uma pele mais bronzeada?

Segundo a nutricionista Luanna Caramalac, a alimentação é excelente aliada para adquirir uma pele mais bronzeada.


+ ONU retira maconha de lista de drogas mais perigosas

+ Imersão no gelo: conheça essa poderosa terapia

“Opte pelo consumo de alimentos ricos em carotenoides, em especial o betacaroteno; ele ajuda potencializar e prolongar o efeito bronzeado, além de evitar as manchas na pele,” diz Caramalac.

A abóbora, mamão, laranja, oleaginosas, gérmen de trigo, batata doce, beterraba, cenoura, pimentão, agrião, brócolis, couve, espinafre e o repolho, são alimentos ricos em betacaroteno.

“Por isso, eles auxiliam na produção da melanina, ajudam a proteger a pele dos efeitos nocivos do sol e aumentam a sua elasticidade, prevenindo o envelhecimento,” finaliza Caramalac.

+ Dicas bônus para a alimentação no Verão

As altas temperaturas representam um inimigo para a circulação sanguínea.

Assim, com o excesso de calor, as veias do corpo se dilatam, podendo causar inchaço, formigamento, sensação de peso e até dor nas pernas e nos pés.

Por isso, é importante ter boa alimentação no verão.

De acordo com Caramalac, os alimentos que devem ser privilegiados no verão, são as frutas, as verduras e os legumes, pois são ótimas fontes de vitaminas, minerais e fibras, além de serem alimentos refrescantes.

Confira abaixo dicas para melhorar a sua qualidade de vida na estação mais quente do ano:

  1. Não pule refeições e coma tudo de uma vez depois. No verão, acontece uma queda em nossa taxa de metabolismo basal, por isso prefira alimentos leves. Coma verduras e legumes no almoço e no jantar, e frutas na sobremesa e nos lanches.
  2. Moderar nos açúcares e doces. Diminua o consumo de sal, evite preparações muito salgadas como o bacalhau e a carne seca.
  3. Consuma leite e seus derivados. Eles são excelentes para uma boa alimentação no verão. Leite e derivados são muito bem vindos ao cardápio, desde que consumidos na quantidade recomendada.
  4. Tomar cuidado com o excesso de álcool. O álcool atrapalha na sua hidratação e no funcionamento dos rins, impedindo as toxinas de deixarem o organismo facilmente.
  5. Ingerir bastante água. Quando se bebe muita água, o corpo estimula o funcionamento dos rins, ativa a circulação e elimina as toxinas existentes no organismo para deixá-lo em equilíbrio.
  6. Incluir na dieta: frutas, legumes, vegetais, alimentos integrais, peixes e carnes magras.
  7.  Fazer um mix de frutas, vegetais e legumes, como um suco de acerola, cenoura e água de coco.
  8. Evitar alimentos gordurosos (frituras, queijos amarelos, manteiga, maionese)A nutricionista Dra. Luanna Caramalac Munaro (CRN-3 49383) atua na área da saúde integrativa com o foco em prevenção e tratamentos de doenças crônicas não transmissíveis, como: doenças autoimunes, depressão, infertilidade, câncer, diabetes, HAS, compulsão alimentar e emagrecimento. Pós graduada em nutrição clínica funcional – VP, pós graduada em adequação nutricional e manutenção da homeostase, pós graduanda em nutrição comportamental- IPGS, formação em modulação intestinal.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias

Consumo de álcool: por que...

Texto Bianca Vilela / publicado na Go Outside Me conta uma coisa: em um exame admissional...

Alex Ribeiro treinando forte em...

Na semana em que embarca para as etapas do Tour mundial na Austrália, o...

Russell Bierke, um dos tube...

Depois de se consolidar no topo dos surfistas de ondas grandes que conquistaram a...

Kelly Slater, Kolohe Andino e...

Mesmo com as fronteiras fechadas para o turismo, alguns afortunados, como Kelly Slater, conseguiram...