A lula foi encontrada por um grupo de pesquisadores norte-americanos que exploravam a vida marinha no fundo do oceano na Flórida

Por Redação HC

Os cientistas da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional (NOAA), órgão ambiental que administra a região costeira dos Estados Unidos, visitou o fundo do mar na Flórida, mais precisamente a 800 metros abaixo da superfície, no intuito de analisar algumas espécies de animais marinhos que ali habitavam. Por sorte, uma das câmeras do submarino da equipe conseguiu registrar um raro exemplar de lula-gigante que chamou a atenção dos pesquisadores.

A expedição na qual a lula foi encontrada foi realizada entre os dias 30 de maio até 12 de julho deste ano. As imagens da viagem estão sendo divulgadas agora pelos cientistas da NOAA. O submarino da instituição norte-americana já realizou quatro viagens, todas no fundo do mar na Flórida, área onde habitam muitos seres marinhos raros.

A primeira viagem do submarino descobriu e taxou espécies de estrelas-do-mar e caramujos marinhos. Na segunda, foram descobertos recifes de corais e esponjas da espécie Hexactinellida. A lula-gigante foi encontrada na segunda expedição.

VEJA MAIS:
– SURFISTA CAI EM CIMA DE TUBARÃO APÓS SALTAR DE PRANCHA
– SURFISTAS ASSUMEM LINHA DE FRENTE NA LIMPEZA DO ÓLEO NA BAHIA
– SURFISTA É ARRASTADO POR TUBARÃO BRANCO NA AUSTRÁLIA: “TIVE UM SURTO”