Publicidade:

Lucas Silveira encara slab pesado em Portugal

Em boa fase após a vitória no QS 3000 em Portugal, no mês de abril, Lucas Silveira, que agora reside parte do ano no país, tem se dedicado a explorar a abençoada custa lusitana em busca de ondas.

Com um litoral de 943 km de extensão, Portugal é guarda inúmeras opções de surf em condições clássicas.

Muitas ondas já são internacionalmente conhecidas, como, por exemplo, a Praia do Norte, em Nazaré, ou Supertubos, na região de Peniche, só para citar alguns exemplos.

Contudo, existem ainda várias ondas desconhecidas da grande maioria dos surfistas quebrando agora mesmo na costa portuguesa.

Veja também:

+ Taitiano de 16 anos “paga o preço” do 1º Teahupoo da temporada 2022

+ Laje de Ubatuba desperta no domingo de Páscoa [VÍDEO]

+ Melhor tubo da história da Laje de Ipanema? (assista)

Um desses picos é um slab poderoso que Lucas já vinha monitorando há algum tempo aguardando que as condições de vento e direção de swell se alinhassem.

Por fim, quando as condições se alinharam, Lucas Silveira foi conferir de perto essa joia da costa portuguesa.

Uma joia rara, bela, porém, perigosa e que não tolera erros: “É uma onda rara, que lembra picos como Teahupoo e os slabs da Austrália, bastante perigosa, mas perfeita. Pelo menos dentro da minha concepção de onda perfeita!”, pondera, Lucas.

Assista ao vídeo:

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias