28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024
28 C
Papeete
domingo, 19 maio, 2024

Gabaldón, o primeiro surfista afro-americano

-

Apesar da sua morte prematura, o surfista progressista ajudou a estabelecer as bases para as futuras gerações de surfistas com diversidade racial.

Nicolás Rolando Gabaldón nasceu em 23 de fevereiro de 1927, em Los Angeles, Califórnia. Filho de mãe afrodescendente e de pai latino, Gabáldon conviveu num período de forte segregação racial nos Estados Unidos.

Foi na cidade litorânea de Santa Mônica que Gabaldón passou a maior parte da sua vida. Na década de 1940 brancos e pretos eram separados na areia da praia. A área destinada à comunidade negra era conhecida como “Inkwell Beach” e foi lá, naquela minúscula faixa de 60 metros de praia, que Nick Gabaldón aprendeu sozinho a surfar, tornando-se assim o primeiro surfista afro-americano da história oficial.

Aos poucos, Gabaldón passou a extrapolar os limites da intolerância humana ao remar de braçadas por 19 quilômetros até a vizinha Malibu, naquela época, o centro irradiador do surf nas Américas. Naquele espaço onde a cultura livre do surf se disseminava, Gabaldón era aceito e respeitado pelos surfistas. Entre eles, estava Rick Grigg, um jovem surfista que admirava o estilo e a coragem de Gabaldón.

No fatídico dia 5 de junho de 1951, Gabaldón remou aquelas 12 milhas para sair da vida e entrar para a história. Um forte swell chegou à Costa Oeste americana e Gabaldón decidiu sufar aquela mítica direita do condado de Los Angeles.

Depois de pegar uma onda grande e longa, Gabaldón avançou sobre o Pier de Malibu. Sua prancha foi encontrada imediatamente, mas seu corpo só apareceu dias depois na vizinha Praia de Las Flores. O legista atestou morte por afogamento. Ele tinha apenas 24 anos.

Seis dias antes da sua morte, Gabaldón tinha enviado um poema chamado “Lost Lives” para a revista literária do Santa Mônica City College, onde era estudante na época. O poema incluía os seguintes versos:

O mar vingativo, com ondas tão altas

Para os homens batalharem e ainda morrerem.

Muitos já foram para as entranhas;

Sem consideração, ele concede

Seus louros a homens incautos.

Pontuações e pontuações tornaram-se presas da animosidade;

E muitas mais serão vítimas

Do mar caprichoso e vingativo.

Uma placa na praia de Santa Mônica com os dizeres “Um lugar de festa e dor” foi erguida em sua homenagem. O espaço passou a ser simbólico para a comunidade negra. Alguns anos depois, a cidade de Santa Mônica e a Heal the Bay, uma organização sem fins lucrativos, homenagearam Gabaldón por seu pioneirismo no surfe e nas relações raciais, instituindo um fim de semana comemorativo que é lembrado todos os anos na data de sua morte.

A história de Gabaldón inspirou a produção do documentário “12 Miles North: The Nick Gabaldon Story” em parceria com a Nike Surfing. Apesar da sua morte prematura, o surfista progressista Nick Gabaldón ajudou a estabelecer as bases para as futuras gerações de surfistas com diversidade racial.

+Temos que fortalecer a presença preta no Brasil país do surf

Acompanhe nossas publicações nas redes sociais @museudosurfesantos

Coordenador de pesquisas históricas do Surfe @diniziozzi – o Pardhal



Gabriel Davi Pierin
Gabriel Davi Pierin
Gabriel Davi Pierin é formado em História pela Universidade Católica de Santos, pós-graduado em Ciências Humanas e em Direitos Humanos pela PUC/RS e membro do Instituto Histórico e Geográfico de Santos. Professor de História e historiador do Museu do Surfe e do Santos Futebol Clube, Gabriel é colunista do Jornal A Tribuna de Santos e contribui para outros sites e blogs como Rico Surf, Waves e Rumo ao Mar. Autor de livros de sucesso, sua obra de maior impacto é Uma Estrela na Escuridão, a história de Andor Stern, o único brasileiro sobrevivente do Holocausto. Multifuncional, uma das ocupações que Gabriel exerce com maior prazer é dentro d'água com seu bodyboard.

Compartilhar essa Reportagem

Adrian Kojin

Alex Guaraná

Allan Menache

Edinho Leite

Jair Bortoleto

Janaina Pedroso

Kelly platônico

Luciano Meneghello

Phill Rajzman

Zé Eduardo

Thiago Consentine

Gabriel Davi Pierin

Jaine Viudes

O surf de base livre