Publicidade:

Chloé Calmon é o Brasil nas quartas do mundial de longboard

A carioca Chloé Calmon está nas quartas de final do Malibu Classic, realizado nessa segunda-feira, 11/10, em dia marolado em First Point, em Malibu, na Califórnia (EUA).

A carioca, que nesse mesmo dia, celebrou seu aniversário de 27 anos, tem chances de conquistar seu primeiro título mundial de longboard (inédito para o Brasil na categoria feminina).

+ Maya Gabeira fala sobre a superação de obstáculos
+ Fiji reabre fronteiras a partir de dezembro
+ US Open: Lucas Silveira termina em 5º em Huntington Beach

Entre os homens, Augusto Olinto, Rodrigo Sphaier e Jefson Silva alcançaram as oitavas de final, cuja chamada acontece às 11h30 de Brasília nesta terça-feira, 12/10.

Malibu Classic 2021, na Califórnia (EUA). Foto: WSL / Thomas Lodin.

Em sua bateria, Calmon despachou a havaiana Sophia Culhane para a repescagem. A vencedora foi a japonesa Natsumi Taoka, por 12,00 a 10,26 pontos.

Depois, a carioca venceu a havaiana Haley Otto por 12,37 a 10,50 ponto para seguir até as quartas de final.

“É sempre difícil competir contra a Haley. Ela está surfando muito bem e nunca fico totalmente tranquila contra ela. Mas, foi um excelente presente de aniversário (risos). Eu nunca tinha competido no dia do meu aniversário e já era um dos melhores presentes poder surfar Malibu com apenas mais uma ou duas meninas na água. Agora já posso comer um bolo, relaxar e me preparar para as finais amanhã,” disse Chloé Calmon.

Chloé Calmon comemora seu aniversário com estilo no Malibu Classic 2021.
Foto: Thomas Lodin / WSL

Calmon já foi vice-campeã mundial duas vezes e falou sobre a expectativa do primeiro título: “Passa muitas coisas pela cabeça com a possibilidade de título mundial. Mas  procuro focar no momento, bateria a bateria, e me divertir, aproveitando um dos melhores aniversários da minha vida. Antes de entrar na bateria estava tocando música brasileira, Bossa Nova, tomei isso como um bom sinal. Já entrei na água me sentindo bem e deu tudo certo.”

A adversária de Chloé Calmon na segunda quarta de final será outra havaiana, Kirra Seale, que na segunda-feira fez as segundas maiores marcas do dia, nota 7,00 e 13,10 pontos, na vitória sobre Sally Cohen. A recordista da categoria Feminina foi a norte-americana Avalon Gall, com notas 8,00 e 13,23 pontos, na segunda bateria da repescagem.

Honolua Blomfield busca inédito tricampeonato mundial.
A havaiana Honolua Blomfield, que busca inédito tricampeonato mundial. Foto: Mike Ito / WSL

Para conseguir o título mundial, a carioca precisa vencer o campeonato e, além disso, a líder do ranking, Honolua Blomfield, precisa perder sua próxima bateria, contra Lindsay Steinriede na terceira quarta de final. Blomfield ganhou a etapa do Surf Ranch e tenta um inédito tricampeonato mundial feminino na história da World Surf League.

Rodrigo e Jefson avançam

Entre os homens, o Brasil teve a baixa do bicampeão mundial Phil Rajzman, que terminou em 17º lugar no Jeep Malibu Classic.

Na primeira fase, o único brasileiro que passou direto para as oitavas de final foi Augusto Olinto, mandando o atual campeão mundial, Justin Quintal, para a repescagem na bateria vencida por outro norte-americano, Kevin Skvarna.

Na repescagem, o próprio Justin Quintal ganhou a primeira eliminatória em Malibu Beach, com o peruano Lucas Garrido Lecca eliminando Phil Rajzman na batalha pela segunda vaga para as oitavas de final.

Jefson Silva caminha para o bico com leveza e vence bateria da repescagem.
Jefson Silva. Foto: Mike Ito / WSL

Na outra bateria deu dobradinha brasileira, com Jefson Silva e Rodrigo Sphaier despachando o líder do ranking, Edouard Delpero, que vinha de vitória no Cuervo Surf Ranch Classic.

Rodrigo Sphaier faz dobradinha com Jejé e também avança na repescagem.
Foto: Rodrigo Sphaier. Thomas Lodin / WSL

Com a derrota, o australiano Harrison Roach já assumiu a ponta do ranking e o californiano Joel Tudor é o novo vice-líder.

Clique aqui para mais informações.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias