Publicidade:

Caroline Marks já viajou para Austrália após falso positivo

Caroline Marks já não vai ser baixa para a Rip Curl Newcastle Cup, a primeira de quatro etapas do WCT em solo australiano.

A jovem surfista norte-americana tinha acusado positivo à Covid-19 nos testes feitos antes do embarque no voo privado que a WSL organizou para levar os surfistas internacionais rumo a Sydney, mas, afinal, tratava-se de um falso positivo.

+ A respiração revolucionará a sua vida. Entenda e pratique
+ Celebramos o dia internacional da mulher com 14 lendárias surfistas
+ Um show de tubos em Ubatuba

A WSL não perdeu tempo e colocou a surfista num voo comercial que partiu rumo a Sydney na passada terça-feira.

A vice-campeã mundial foi quem divulgou a notícia nas redes sociais. Nos dias seguintes ao teste positivo, a surfista realizou mais três testes no mesmo laboratório e todos deram negativo.

Dessa maneira, a jovem surfista foi declarada como não infectada, e se tornou apta para a viagem.

Assim, a WSL colocou a surfista em voo comercial que partiu rumo a Sydney na última terça-feira, 9/3, no dia seguinte ao voo privado que levou os surfistas do Circuito Mundial.

Marks já chegou à Austrália e está cumprindo os 14 dias obrigatórios de quarentena.

“O meu teste foi declarado falso positivo com base numa série de testes negativos que fiz na sequência disso. Estou feliz; cheguei à Austrália de forma segura. Estou já em quarentena e ansiosa por voltar a vestir a lycra de competição”, escreveu Caroline Marks em seu Instagram.

Clique aqui e confira as baterias da primeira rodada do Rip Curl Newcastle Cup. Ou confira abaixo:

Baterias da primeira do Newcastle Pro:

H1: Kolohe Andino (EUA), Adrian Buchan (AUS), Connor O’Leary (AUS)
H2: Filipe Toledo (BRA), Conner Coffin (AUS), Deivid Silva (BRA)
H3: John John Florence (HAV), Jadson Andre (BRA), Morgan Cibilic
H4: Jordy Smith (AFS), Yago Dora (Bra), Mikei Wright (AUS)
H5: Gabriel Medina (BRA), Frederico Morais (PRT), Corsby Colapinto (EUA)
H6: Italo Ferreira (BRA), Matthew McGillivray (AFS), Jackson Baker (AUS)
H7: Kanoa Igarashi (JAP), Peterson Crisanto (BRA), Alex Ribeiro (BRA)
H8: Jeremy Flores (FRA), Wade Carmichael (AUS), Ethan Ewing (AUS)
H9: Owen Wright (AUS), Griffin Colapinto (EUA), Leo Fioravanti (ITA)
H10: Julian Wilson (AUS), Michel Bourez (FRA), Miguel Pupo (BRA)
H11: Ryan Callinan (AUS), Seth Moniz (HAV), Adriano de Souza (BRA)
H12: Jack Freestone (AUS), Caio Ibelli (BRA), Jack Robinson (AUS)

Lembrando que a janela de espera para o evento vai de 1 a 11 de abril.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias