=big]O cenário foi perfeito. A decisão do título num entardecer lindo, praia cheia, boas ondas e com dois tops da elite mundial da World Surf League (WSL) disputando a vitória. O Red Nose São Sebastião Pro 2018 foi encerrado em grande estilo na Praia de Maresias, em São Sebastião, no sábado (3) e o sucesso foi tamanho que o evento já está confirmado para 2019, com expectativa de crescimento.

Quem garantiu foi o próprio prefeito de São Sebastião, Felipe Augusto, que não escondia a satisfação ao acompanhar as disputas e no pódio. “Com certeza, já está fechada a parceria com a WSL, com a Red Nose. Ano que vem novo QS aqui em Maresias, mas nós vamos brigar, dessa vez, pelo 10000”, anunciou. “Foi maravilhoso, esse lugar é mágico, não tem igual. Vamos fazer ano que vem de novo. Aprovadíssimo!”, reforçou o diretor-executivo da Red Nose, Marcelo Cunha Leitão.

Veja também: Yago Dora dá show em Maresias e vence o Red Nose Pro

Para o prefeito, o alto nível técnico da competição é, sem dúvida, uma grande motivação para fortalecer ainda mais o surf do País. “Engrandece e incentiva, porque os pequenos atletas, aqueles que estão se formando, estiveram aqui vendo os melhores do Mundo”, falou.

“O balanço é o melhor possível. Clima bom, muitas ondas, sol por todos os lados, praia lotada, muita gente bonita e a nossa praia de Maresias foi palco de um show de surf. A WSL e a Red Nose de parabéns, a Prefeitura dando todo apoio e incentivo ao surf aqui no litoral paulista e claro, no nosso Brasil. Nosso município se sente extremamente honrado e orgulhoso de receber mais uma etapa do QS”, acrescentou Felipe Augusto, que foi homenageado durante o evento recebendo um troféu das mãos de Marcelo Cunha Leitão.

Resultados do Red Nose São Sebastião Pro em Maresias:

Campeão: Yago Dora – US$ 12 mil – 3.000 pontos

2º lugar: Jessé Mendes – US$ 6 mil – 2.250 pontos

3 Samuel Pupo – US$ 4 mil – 1.680 pontos
3 Miguel Pupo – US$ 4 mil – 1.680 pontos

5 Mateus Herdy – US$ 2 mil – 1.260 pontos
5 Yagê Araújo – US$ 2 mil – 1.260 pontos
5 Nomme Mignot (França) – US$ 2 mil – 1.260 pontos
5 Deivid Silva – US$ 2 mil – 1.260 pontos

9 Douglas Silva – US$ 1.500 – 900 pontos
9 Vicente Romero (Espanha) – US$ 1.500 – 900 pontos
9 Tamae Bettero – US$ 1.500 – 900 pontos
9 Wesley Santos – US$ 1.500 – 900 pontos

13 Robson Santos – US$ 1.250 – 840 pontos
13 Nolan Rapoza (Estados Unidos) – US$ 1.250 – 840 pontos
13 Gabriel Farias – US$ 1.250 – 840 pontos
13 Michael Rodrigues – US$ 1.250 – 840 pontos

Texto: Fabi Maradei/FMA Notícias
Imagem: Daniel Smorigo/WSL