26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024
26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024

Vitórias brasileiras no Uruguay Longboard Festival

O Uruguay Longboard Festival apresentado por Corona deu a largada ao calendário da World Surf League (WSL) com vitórias brasileiras em Punta del Este. O organizador do campeonato, Ignacio Pignataro, perdeu o título no desempate para Jefson Silva e a também paulista Luana Soares ganhou a decisão brasileira com Kate Brandi, no domingo de boas ondas na Playa Bikini, em Manantiales. As vitórias no Uruguai valeram a liderança no primeiro ranking da temporada 2023/2024 da WSL South America. A próxima etapa é o Saquarema Surf Festival, nos dias 15 a 21 de abril na “Capital Nacional do Surf” da Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Jefson Silva também destacou a hospitalidade dos uruguaios: “É a minha primeira vez aqui no Uruguai e quero agradecer a todos vocês, que nos receberam muito bem. Espero voltar mais vezes e é sempre muito difícil surfar contra pessoas como o Nacho (Ignacio Pignataro), porque se você não conseguir a onda boa, vai ter problemas. Estou muito feliz, o Nacho é um grande amigo, assim como os outros competidores também e estou muito contente pela vitória”.

+ Brasil estreia com cinco vitórias em Porto Rico

Os dois primeiros títulos da história do Uruguay Longboard Festival, foram decididos nas últimas ondas surfadas nas baterias finais. Na masculina, Jefson Silva demorou a pegar a primeira, mas começou bem, com notas 4,75 e 6,40. Depois, não conseguiu aumentar esse resultado, enquanto o uruguaio Ignacio “Nacho” Pignataro, iniciou uma recuperação quando conseguiu 5,75 numa onda mais longa, que permitiu fazer uma série de “hang fives” e até um “hang ten” no bico do pranchão.

Uruguay Longboard Festival
efson Silva fez as melhores apresentações no domingo decisivo na Playa Bikini. Foto: Juan Pablo Malcon

A cada apresentação de Nacho Pignataro, o público que encheu a Playa Bikini no domingo, torcia em toda manobra. Faltando 7 minutos para o término, o uruguaio surfou outra onda boa que valeu para 4,50 e ficou precisando de 5,41 para vencer. Ele tentou até o fim e a bateria terminou com os dois pegando duas ondas cada. Ficou então a expectativa pelas notas, que demoraram para sair. As do Jefson Silva foram mais baixas do que a sua menor nota, 4,75.

+ O Capítulo Perfeito de Rob Machado

A última do Nacho foi melhor e a que demorou mais a ser divulgada, para saber se ele conseguiria os 5,41 que daria a vitória. Dos quatro juízes, dois acharam que ela valeu e deram notas 5,8, mas os outros dois não e deram 5,0 e 4,9. Foi cortada a maior e a menor, somada as outras duas e divididas por dois, com a média ficando em 4,90. Com isso, o placar terminou empatado em 11,15 pontos e Jefson Silva foi declarado campeão por ter a maior nota, 6,40.

Uruguay Longboard Festival
Nacho Pignataro em um estiloso “hang ten” e só perdeu o título no desempate. Foto: Juan Pablo Malcon

No último dia, Nacho Pignataro se destacou ao barrar dois grandes favoritos ao título do evento, o norte-americano Tony Silvagni nas quartas de final e nas semifinais o peruano bicampeão mundial e pentacampeão sul-americano da World Surf League, Piccolo Clemente. Já Jefson Silva fez os recordes do domingo na quarta de final com o argentino Surfiel Gil, nota 8,00 e 15,25 pontos. Depois, vingou a derrota sofrida para o peruano Matias Maturano na final do Saquarema Surf Festival no ano passado.

Decisão brasileira no Uruguay Longboard Festival

Na competição feminina, a estreante em etapas da World Surf League, Kate Brandi, também surpreendeu a favorita ao título do Uruguay Longboard Festival, a experiente Maria Fernanda Reyes. A peruana venceu o Panamericano do Chile no ano passado e foi vice-campeã no tricampeonato sul-americano da brasileira Chloé Calmon. Elas se enfrentaram nas semifinais e Kate Brandi venceu Maria Fernanda Reyes por uma pequena vantagem de 9,50 a 9,30 pontos.

Luana Soares derrotou três brasileiros no domingo decisivo no Uruguai. Foto: Juan Pablo Malcon

Nas quartas de final, Kate tinha derrotado outra peruana, Ana Camila Kaspar. Já Luana Soares só enfrentou brasileiras no domingo, passando por Rayane Amaral nas quartas de final e Jasmim Avelino nas semifinais. Assim como a decisão masculina, a feminina também foi decidida nas ondas surfadas no último minuto. Kate tinha a maior nota, 4,25, mas Luana liderava com 3,85 e 3,50. Nas últimas ondas, Kate Brandi precisava de 3,10 para vencer e passou a frente com 3,20. Luana Soares então teria que conseguir 3,61 e a nota saiu 3,70, definindo a vitória por 7,55 a 7,45 pontos.

Kate Brandi surpreendeu ao chegar na final em sua primeira competição na WSL. Foto: Juan Pablo Malcon

SAQUAREMA EM ABRIL – Jefson Silva e Luana Soares largaram na frente na corrida pelos títulos sul-americanos que valem vagas para o Circuito Mundial de Longboard da World Surf League, que começa em julho na Austrália. Os rankings regionais da temporada 2023/2024 da WSL South America, serão encerrados no Saquarema Surf Festival apresentado por Banco do Brasil, nos dias 15 a 21 de abril na Praia de Itaúna. Foi em Saquarema onde, no ano passado, Luana Soares e o peruano Matias Maturano festejaram as primeiras vitórias das suas carreiras.

RESUILTADOS DO ÚLTIMO DIA DO URUGUAY LONGBOARD FESTIVAL:

Campeão: Jefson Silva (BRA) por 11,15 pts (6,40+4,75) – 1.000 pontos
2.o lugar: Ignacio Pignataro (URU) com 11,15 pts (5,75+5,40) – 800 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 650 pontos:
1.a: Ignacio Pignataro (URU) 13,00 x 10,70 Piccolo Clemente (PER)
2.a: Jefson Silva (BRA) 11,90 x 11,75 Matias Maturano (PER)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 500 pontos:
1.a: Ignacio Pignataro (URU) 12,85 x 10,30 Tony Silvagni (EUA)
2.a: Piccolo Clemente (PER) 13,60 x 10,95 Wenderson Biludo (BRA)
3.a: Matias Maturano (PER) 11,75 x 11,75 (7,0 x 6,5) Lucas Garrido Lecca (PER)
4.a: Jefson Silva (BRA) 15,25 x 10,40 Surfiel Gil (ARG)

TERCEIRA FASE – 3.o=9.o lugar (350 pts) e 4.o=13.o lugar (295 pts):
1.a: 1-Tony Silvagni (EUA), 2-Wenderson Biludo (BRA), 3-Julian Schweizer (URU), 4-Sebastian Cardenas Aguirre (PER)
2.a: 1-Piccolo Clemente (PER), 2-Ignacio Pignataro (URU), 3-Lucas Vasquez (URU), 4-Alexandre Escobar (BRA)
3.a: 1-Matias Maturano (PER), 2-Surfiel Gil (ARG), 3-Heriberto Torres Martinez (MEX), 4-Carlos Bahia (BRA)
4.a: 1-Jefson Silva, 2-Lucas Garrido Lecca (PER), 3-Leonardo Esteves Martins (BRA), 4-Kevin Skvarna (EUA)

DECISÃO DO TÍTULO FEMININO:
Campeã: Luana Soares (BRA) por 7,55 pts (3,85+3,70) – 1.000 pontos
2.o lugar: Kate Brandi (BRA) com 7,45 pts (4,25+3,20) – 800 pontos

SEMIFINAIS – 3.o lugar com 650 pontos:
1.a: Kate Brandi (BRA) 9,50 x 9,30 Maria Fernanda Reyes (PER)
2.a: Luana Soares (BRA) 10,25 x 8,35 Jasmim Avelino (BRA)

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com 500 pontos:
1.a: Maria Fernanda Reyes (PER) 11,55 x 5,15 Evelyn Gontier (ARG)
2.a: Kate Brandi (BRA) 8,65 x 6,55 Ana Camila Kaspar (PER)
3.a: Jasmim Avelino (BRA) 9,05 x 7,90 Ayllar Cinti (BRA)
4.a: Luana Soares (BRA) 6,15 x 4,75 Rayane Amaral (BRA)

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias