Publicidade:

Uma remada que deu errado em Uluwatu gigante

Antes de apertar o play no vídeo, avisamos: não há surf de Nathan Florence nele. Há muita remada em uma Uluwatu gigante – são treze minutos e trinta segundos, para sermos exatos –, mas nenhuma onda é surfada.

Enfim, o que você verá a seguir, é um bom exemplo de como o oceano está no comando, mesmo quando você é tão bom quanto Nathan Florence.

ASSISTA: Nathan Florence na perigosa Shipstern Bluff

Ele lidou com seu quinhão estratégias de remadas difíceis, mas quando a maré está alta e Uluwatu está gigante… bem, às vezes vai ser um pouco mais difícil. Estamos supondo que Nate acabou saindo pelos fundos, mas essa remada provavelmente deixou seus braços um pouco tortos.

Como você pode ver, o nível de condicionamento físico desse cara é realmente impressionante.

Também é possível constatar como às vezes ondas maiores podem ser uma dor de cabeça, e você pode acabar não chegando a lugar nenhum (especialmente com praias enormes, onde não há canal de saída). Mas para qualquer não surfista assistindo, isso demonstra por que a maioria dos surfistas tem um físico tão grande… às vezes dá muito trabalho.

VEJA: Como Nathan Florence saiu vivo desse wipeout em Pipeline?

Enfim, para nós, esse vídeo foi, na verdade, muito mais interessante do que muitos vídeos de pessoas surfando. O tipo de vídeo em que começa com alguém um ou dois segundos antes de se levantar, e há uma música genérica de batida alta e algumas pessoas fazendo comentários genéricos e inúteis.

Isso foi lindo também – o som e as cores da água e do céu, vendo o surfista sendo arrastado para frente e para trás pelo poder das ondas. Muito interessante. A natureza é mesmo para ser respeitada.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias