Tubarão fêmea foi encontrado com ferimentos de rede de pesca na praia da Sepultura, em Bombinhas (SC). Animal carregava 25 filhotes

Por Redação HC

Um mergulhador na última quinta-feira (31/10) uma fêmea prenha de tubarão-martelo nas águas da praia da Sepultura, em Bombinhas, Santa Catarina. O animal estava com marcas de rede de pesca pelo corpo e chegou a ser levado a areia para tentar ser salvo, porém, nem a mãe nem os 25 filhotes resistiram.

Como a captura do tubarão-martelo é proibida, a hipótese é de que o animal tenha se enganchado em redes de pesca e tenha sido posteriormente solto. A espécie sofre com a caça constante e se sua população continuar a cair, entrará na lista de ameaçadas de extinção.

Na praia, o enorme tubarão de aproximadamente três metros e 211 quilos começou a dar à luz aos filhotes. Todos os vinte cinco pequenos tubarões não sobreviveram. O oceanógrafo Jeferson Luis Dick, gerente do Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos, disse que a hipótese mais provável é que os filhotes ainda não estivessem prontos para nascer. Ao se debater, após ter sido capturada, a mãe pode ter provocado um aborto.

Por ser um fato raríssimo encontrar tubarões-martelo carregando filhotes, o corpo do animal e de suas crias está sendo oferecido para fazer parte do centro de pesquisas e exposição do Museu Oceanográfico da Univali, em Balneário Piçarras (SC).

VEJA MAIS:

SURFISTA CAI EM CIMA DE TUBARÃO APÓS SALTAR DE PRANCHA
GAROTA MORRE APÓS TENTAR RESGATAR SEU IRMÃO QUE DESAPARECEU NO MAR EM SP
SURFISTAS ASSUMEM LINHA DE FRENTE NA LIMPEZA DO ÓLEO NA BAHIA
DIRETOR DO IBAMA APONTA PRÉ-SAL COMO POSSÍVEL ORIGEM DO ÓLEO NO NE