Publicidade:

Publicidade:

Publicidade:

Surf nas veias! Assista as 10 ondas mais visualizadas do Wave of The Winter



Enfim, a gente acreditou que o Circuito Mundial de Surf da WSL recomeçaria de vez neste 2021, mas a situação das competições segue incerta.

O que nos leva a crer que possivelmente vamos assistir à muito freesurf daqui para frente e a alguns campeonatos virtuais.

+ Sunset Open cancelado por conta de casos de Covid-19
+ Tatiana Weston-Webb e Moana Jones discutem após rabeada em Pipeline

+ Gabriel Medina em Paúba é o melhor dos melhores. Assista o vídeo

Não que já não devorássemos tudo o que diz respeito a freesurf. Aliás, é dos vídeos de freesurf que mais gostamos.

Afinal, nada como assistir aos surfistas em um ambiente não controlado, surfando sem julgamentos e a troco de nenhum prêmio.

Afinal, não há nada mais satisfatório para o surfista do que completar uma onda épica.

É justamente por isso que adoramos o surf.

O freesurfer pode se arriscar na onda mais mortal do mundo pelo tubo da vida sem a pretensão de ganhar nada material por isso.

O surf, no sentido mais puro do ato, é inútil.

E é nessa afirmação profunda que reside a beleza desse jeito de levar a vida – conduzido pelas ondas.

Não precisamos mais bater na tecla de que a parte “esporte” é apenas uma das facetas do surf, né?

Sabemos que essa afirmação pode provocar os haters de plantão que não flagram de filosofia, mas, vai lá pesquisar o “Elogio ao Ócio”, do Bertrand Russell (o Julio Adler escreveu um texto incrível sobre isso certa vez) e talvez vocês entendam a profundidade da afirmação em uma sociedade que alimenta com muita força a recompensa e a competição.

Ou não.

Enfim, quando falamos que o surf é inútil, queremos dizer que, para o capitalismo, pegar ondas é um ato inútil.

Lembrando que estamos falando do simples ato de pegar ondas, e não da compra do último relógio que lê a tábua de marés. Isso já é outra coisa.

A indústria do surf e o surf, são coisas diferentes.

Mas, enfim, toda essa reflexão durou tempo demais. Agora sai que é surf!

Selecionamos as “Ondas do Inverno” do Surfline apresentado pela O’Neill mais assistidas até agora.

Um desses caras vai levar a bolada, mas isso é consequência e não propósito.

Confira:

JOHN JOHN FLORENCE, BACKDOOR, 7 DE DEZEMBRO

 

JAMIE O’BRIEN, PIPELINE, 3 DE DEZEMBRO

 

JOHN JOHN FLORENCE, PIPELINE, 3 DE DEZEMBRO

MASON HO, PIPELINE, 24 DE DEZEMBRO

 

DAVID SILVA, PIPELINE, 24 DE DEZEMBRO

 

JOHN JOHN FLORENCE, PIPELINE, 7 DE DEZEMBRO 

KOA ROTHMAN, PIPELINE, 31 DE DEZEMBRO 

 

NATHAN FLORENCE, BACKDOOR, 13 DE DEZEMBRO 

GABRIEL MEDINA, PIPELINE, 3 DE DEZEMBRO 

Clique AQUI e veja (por algum motivo do além, não conseguimos embedar a onda do Medina aqui).

JAMIE O’BRIEN, OFF THE WALL, 2 DE NOVEMBRO 

Assista a todas as ondas do Wave Of The Winter aqui.

+Notícias

Top 10 do ranking brasileiro,...

Uma reportagem feita pela jornalista Patrícia Calderón denunciando a precariedade com que vive a...

Koa Rothman e John John...

As ondas estão massivas, anuncia Koa Rothman em seu novo vídeo no seu canal. "O...

Moana Jones conquistando seu espaço...

No início do mês publicamos a notícia do desentendimento da brasileira Tatiana Weston-Webb com...

VÍDEO: Honolua de gala

Continuam a sair os vídeos do super swell que chegou no Havaí no último...