26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024
26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024

Silvana Lima vence SSXP Saquarema Pro e assume a vice-liderança do ranking da CBSurf

Silvana Lima venceu o primeiro título do SSXP Saquarema Pro, decidido neste sábado (9) na Capital Nacional do Surf.

A maior estrela do surfe feminino do Brasil ganhou a final cearense com Larissa dos Santos nas direitas da Praia da Vila e assumiu a vice-liderança no ranking profissional da Confederação Brasileira de Surf (CBSurf), que continua com a catarinense Tainá Hinckel na frente.

A campeã faturou o mesmo prêmio de 30.000 Reais, que será oferecido ao vencedor da categoria masculina no domingo. As oitavas de final vão abrir o último dia, às 7h00 em Saquarema, com transmissão ao vivo pelo YouTube do SuperSurf XP e pelo https://cbsurf.org.br.

Silvana Lima (CE) – Foto: Pablo Jacinto / CBSurf

A grande final, com 30 minutos de duração, foi iniciada às 14h00 na Praia da Vila, com as duas começando com ondas fracas. Logo elas surfam suas segundas ondas e a da Larissa foi melhor, valeu nota 4,00. Silvana dá um troco com duas rasgadas fortes de frontside em outra direita, finalizando bem na junção, para assumir a liderança com nota 7,00. Depois de uma calmaria, Silvana pegou outra onda, para trocar o 2,17 da sua nota mais baixa, por 4,20.

Veja também:
Red Bull Big Wave Awards 2022 divulga lista de vencedores
“Embaixadores da Costa” irão organizar o crowd em Biarritz
Ainda vale a pena surfar em Malibu?

A bateria já chegava aos 15 minutos finais, com Larissa dos Santos precisando de 7,20 para vencer. A surfista criada no Titanzinho, em Fortaleza, tinha a prioridade de escolher a próxima onda e ficou aguardando pacientemente por uma boa. Ela pega uma há 10 minutos do fim e consegue fazer três manobras, trocando o 3,10 da sua primeira onda por 4,50, diminuindo a desvantagem para 6,71.

A prioridade de escolher a próxima ficou para a experiente Silvana Lima, que entra numa direita que só rende um snap e não muda seu placar. Larissa, enfim, pega uma onda melhor para mandar duas batidas fortes de backside, que valem 5,07. No entanto, ainda precisava de 6,14 para vencer e não entra mais ondas boas, com Silvana Lima faturando o prêmio máximo de 30.000 Reais do evento, pela vitória por 11,20 a 9,57 pontos.

Semifinais

Larissa dos Santos (CE) – Foto: Pablo Jacinto / CBSurf

Larissa dos Santos se classificou para a grande final da competição, vencendo um duelo emocionante com a líder do ranking, Tainá Hinckel. A catarinense liderou toda a bateria, mas tudo foi decidido nos minutos finais. A cearense pegou uma direita boa, que armou a parede para ela atacar forte com três batidas e rasgadas de backside, que arrancaram nota 7,43 dos juízes. Tainá também pegou uma onda que rendeu duas manobras, precisando de 6,18 para vencer. Mas, a nota saiu 6,17 e a bateria terminou empatada em 12,20 pontos, com Larissa ganhando por ter a maior nota.

Confronto de gerações

Aysha Ratto (RJ) – Foto: Pablo Jacinto / CBSurf

A outra semifinal do SSXP Saquarema Pro foi um verdadeiro confronto de gerações, com Silvana Lima, de 37 anos de idade, enfrentando uma das participantes mais jovens do evento, Aysha Ratto, de 15 anos. A surfista de Búzios foi a grande surpresa na Praia da Vila e tinha barrado nas quartas de final, a vice-campeã da primeira etapa do Circuito CBSurf Pro em Maceió (AL), a carioca Mariana Areno.

Mas, Silvana Lima entrou no mar sabendo do potencial da jovem Aysha Ratto, com seu ataque agressivo de backside nas direitas da Praia da Vila. A cearense acabou fazendo a sua melhor apresentação em Saquarema, vencendo a bateria por 15,60 pontos, com notas 8,00 e 7,60. Estas marcas só ficaram abaixo das que a catarinense Tainá Hinckel conseguiu na quarta de final com a paulista Kemily Sampaio, quando atingiu 17,50 pontos, somando 9,00 e 8,50.

Ranking brasileiro

Taina Hinckel (SC) segue na liderança do ranking – Foto: Pablo Jacinto / CBSurf

O resultado do evento em Saquarema provocou mudanças no ranking profissional da CBSurf. A vencedora da primeira etapa do Circuito CBSurf Pro 2022 em Maceió (AL), Tainá Hinckel, permaneceu na liderança com o terceiro lugar na Praia da Vila. Já a decisão do título, valia a vice-liderança e Silvana Lima ganhou esta briga, com a carioca Mariana Areno caindo para a terceira posição e Larissa dos Santos subindo do nono para o quarto lugar com o vice-campeonato.

O encerramento da categoria feminina no sábado, foi decidido pela comissão técnica da CBSurf, atendendo a solicitação dos atletas da masculina, porque a previsão indica ondas bem maiores para o domingo. As oitavas de final que iriam abrir o sábado, ficaram então para serem iniciadas as 7h00 do domingo.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias