Publicidade:

R.I.P Alberto Sodré “Cação”

Após ter sido hospitalizado novamente por conta da piora de seu quadro clínico, o fotógrafo Alberto Sodré “Cação”, 61 anos, não resistiu e faleceu na madrugada desse sábado, 30/1.

Ele se encontrava em estado gravíssimo de saúde, internado no hospital do Vale do Paraíba.

Segundo a sua esposa, Rebeca, após apresentar uma melhora e retornar para casa, Cação voltou a passar mal apresentando sintomas de septicemia.

Com isso, ele foi internado na UTI e não aguentou.

Segundo amigos do fotógrafo, ele estaria com os rins falhando, mas já não respondia ao tratamento.

Alberto sodré cação
Cação (à dir.) fotografando Teco, Piu Pereira e Fabinho Gouveia no Havaí, nos anos 1990.

+ Seis livros extraordinários para você aproveitar o flat do Verão

+ Tom Curren surfando sozinho no México é muito mais do que um filme de surf 

Alberto Sodré foi um dos pioneiros em fotos de surf dentro de água, publicadas em revistas de surf brasileiras e internacionais como a Hardcore, Fluir, Surfer Magazine, entre outras.

Na época em que Sodré publicava na Hardcore, a revista recebeu o prêmio Best Print Magazine, oferecido pela ASP (atual WSL) em reconhecimento à qualidade e relevância do trabalho de cobertura de mídia.

Fotógrafo pioneiro dentro da água, Alberto Sodré estampou muitas capas.

Nos últimos anos, Cação tem atuado na produção de fotografias de temáticas ecológicas e também em peças publicitárias, além de eventualmente produzir fotos e vídeos para esportes náuticos, motovelocidade e automobilismo.

A Redação Hardcore envia as condolências à família de Alberto Sodré.

R.I.P, Alberto Sodré.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias