WSL anunciou nesta segunda a cbdMD, produtora de canabidiol, como nova patrocinadora do campeonato de ondas grandes Jaws, no Havaí

Por Redação HC

A WSL anunciou na noite desta segunda uma série de novidades sobre sua temporada de eventos de ondas grandes: serão duas etapas apenas, em Jaws e Nazaré, com a janela aberta desde o dia 1º de novembro e estendendo-se até 31 de março de 2020, e sem a coroação de um “campeão do circuito”, conforme já havia adiantado o comissário Pat O’Connell.

A etapa de Nazaré passou por uma completa reformulação. Será disputada por tow-in e em dez equipes já pré-determinadas pela WSL — falaremos mais sobre isso em breve.

A outra grande novidade é que, após anos de operação no vermelho, a entidade anunciou um patrocinador principal para o campeonato de Jaws: a cbdMD, empresa americana produtora de canabidiol, um extrato da cannabis (maconha, para os incautos) utilizado legalmente para fins medicinais.

A WSL frisa, em seu comunicado, que o CBD foi removido da lista de sustâncias proibidas pela agência mundial anti-doping (WADA) em 1º de janeiro, dentro ou fora das competições.

A parceria entre produtores de CBD e o surf não é uma novidade. A própria cbdMD patrocina surfistas como Makua Rothman e Nathan Florence. No começo deste ano, a equipe da Weedmaps, outra produtora de CBD, sagrou-se campeã do Da Hui Backdoor Shootout, campeonato alternativo realizado anualmente em Banzai Pipeline, com um de seus atletas, o havaiano Tyler Newton, levando também o troféu principal.

“A WSL está sempre tentando estender os limites da progressão e abrir novos caminhos para o nosso esporte”, disse Cherie Cohen, diretora comercial da WSL. “Estamos empolgados em anunciar nossa primeira parceria da CBD com a WSL, através do patrocínio ao Jaws Big Wave Championships. A performance e a recuperação são essenciais para o surfe, especialmente o surfe de ondas grandes, com os desafios únicos do esporte. Essa parceria com um líder da categoria CBD ajudará a informar os consumidores sobre os benefícios do canabidiol medicinal”.

O cmbMD Jaws Big Wave Championship será disputado no mesmo formato de suas últimas edições. São 24 surfistas entre os homens, divididos em quatro baterias de seis atletas, e dez mulheres, divididas em duas baterias de cinco, todos pegando ondas apenas na remada. Os três melhores de cada bateria avançam para a fase seguinte — semi para os homens, final para as mulheres. Lucas “Chumbo” Chianca e Raquel Heckert são os dois representantes brasileiros na etapa.

Veja também:
Kelly Slater: radiação no mar do Japão é preocupante para Olimpíadas
JOÃO CHIANCA É O NOVO CAMPEÃO SUL-AMERICANO DA WSL
– MEDINA É FINALISTA DE PRÊMIO DE MELHOR ATLETA DO ANO NO BRASIL