26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024
26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024

Pro Pipeline: Tatiana Weston-Webb para nas quartas

Após três dias sem competição por falta de ondas, o Billabong Pro Pipeline retornou na segunda-feira, mas só foram realizadas as quartas de final femininas. As baterias começaram as 12h30 no Havaí e todas foram bem fracas de ondas. A brasileira Tatiana Weston-Webb não achou nada para surfar e perdeu para a australiana Tyler Wright por 11,67 a 1,16 pontos. As previsões indicam que as condições vão melhorar bastante nos próximos dias e a primeira chamada da terça-feira será as 7h45 no Havaí, 14h45 no Brasil. Nove brasileiros vão disputar classificação para as oitavas de final, com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com e pelos canais SporTV.

Os resultados das baterias comprovam a dificuldade do mar na segunda-feira. A norte-americana Lakey Peterson ganhou a primeira vaga para as semifinais, derrotando a costa-ricense Brisa Hennessy por 6,83 a 4,87 pontos. Ela vai enfrentar a bicampeã mundial Tyler Wright, que fez os recordes do dia contra Tatiana Weston-Webb, nota 6,50 no melhor tubo surfado na segunda-feira e 11,67 pontos. Depois, a pentacampeã mundial Carissa Moore superou a australiana Molly Picklum por 6,10 a 1,33 e Bettylou Sakura Johnson venceu o duelo havaiano da nova geração com Gabriela Bryan, por apenas 2,20 a 1,77 pontos.

Tatiana Weston-Webb quartas
A bicampeã mundial Tyler Wright fez os recordes do dia contra Tatiana Weston-Webb. Foto: @WSL / Tony Heff

Nas semifinais, Lakey Peterson e Tyler Wright disputarão a primeira vaga para a decisão do título do Billabong Pro Pipeline. Na segunda bateria, Bettylou Sakura Johnson de apenas 17 anos, enfrenta a experiente Carissa Moore de 30 anos, vice-campeã na final do ano passado nos tubos de Pipeline com a também havaiana Moana Jones Wong. As quatro vão decidir quem vestirá a lycra amarela de número 1 do primeiro ranking da temporada 2023, na próxima etapa em Sunset Beach, que começa no domingo também no Havaí.

+ As férias catarinenses de Alex Ribeiro 

+ Bethany Hamilton critica a nova política transgênero da WSL

+ Rayssa Leal dá show e é campeã mundial de skate street

As surfistas que disputaram as quartas de final na segunda-feira, largam na frente na corrida por vagas para as Olimpíadas de Paris 2024. O ranking feminino do WSL Championship Tour classifica oito surfistas, obedecendo o limite de duas de cada país. A brasileira Tatiana Weston-Webb está nesta primeira lista, com as australianas Tyler Wright e Molly Picklum e Brisa Hennessy, da Costa Rica. Outras três surfistas brigam pelas duas vagas dos Estados Unidos no último dia, a atual campeã olímpica Carissa Moore, a também havaiana Bettylou Sakura Johnson e a californiana Lakey Peterson. Mas, a temporada está só iniciando ainda.

A jovem Bettylou Sakura Johnson ganhou a última vaga para as semifinais. Foto: @WSL / Tony Heff

SELEÇÃO BRASILEIRA – O ranking masculino indica dez surfistas para os Jogos de Paris 2024, igualmente limitando duas vagas para cada país. O Brasil saiu da briga pelo título feminino do Billabong Pro Pipeline, mas ainda tem nove surfistas para disputar classificação para as oitavas de final na terceira fase. O campeão olímpico, Italo Ferreira, está na primeira bateria com um dos estreantes da temporada, Ian Gentil. Na chave de cima, que vai apontar o primeiro finalista, tem ainda Caio Ibelli na sétima bateria com outro havaiano, Ezekiel Lau, depois Samuel Pupo na oitava com o australiano Ryan Callinan.

O atual campeão mundial, Filipe Toledo, abre a chave de baixo enfrentando o costa-ricense Carlos Munoz na nona bateria. Na seguinte, entra Yago Dora com o defensor do título em Pipeline, Kelly Slater. Na 12.a, tem o recordista de nota esse ano, João Chianca, contra o japonês Kanoa Igarashi. Na 13.a, está Michael Rodrigues com o australiano Jack Robinson. Na 14.a, tem o tricampeão mundial Gabriel Medina contra o californiano Jake Marshall. E Miguel Pupo disputa a última vaga para as oitavas de final com o francês Maxime Huscenot.

HIGHLIGHTS DO DIA

RESULTADOS DA SEGUNDA-FEIRA EM BANZAI PIPELINE:

QUARTAS DE FINAL – 5.o lugar com US$ 16.000 e 4.745 pontos:
1.a: Lakey Peterson (EUA) 6,83 x 4,87 Brisa Hennessy (CRC)
2.a: Tyler Wright (AUS) 11,67 x 1,16 Tatiana Weston-Webb (BRA)
3.a: Carissa Moore (HAV) 6,10 x 1,33 Molly Picklum (AUS)
4.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) 2,20 x 1,77 Gabriela Bryan (HAV)

PRÓXIMAS BATERIAS DO BILLABONG PRO PIPELINE:

SEMIFINAIS – 3.o lugar com US$ 25.000 e 6.085 pontos:
1.a: Lakey Peterson (EUA) x Tyler Wright (AUS)
2.a: Carissa Moore (HAV) x Bettylou Sakura Johnson (HAV)

TERCEIRA FASE – Vitória=Oitavas de Final ou 17.o lugar com US$ 11.610 e 1.330 pts:
1.a: Italo Ferreira (BRA) x Ian Gentil (HAV)
2.a: Jordy Smith (AFR) x Nat Young (EUA)
3.a: Griffin Colapinto (EUA) x Leonardo Fioravanti (ITA)
4.a: Callum Robson (AUS) x Jackson Baker (AUS)
5.a: Ethan Ewing (AUS) x Liam O´Brien (AUS)
6.a: Seth Moniz (HAV) x Barron Mamiya (HAV)
7.a: Caio Ibelli (BRA) x Ezekiel Lau (HAV)
8.a: Samuel Pupo (BRA) x Ryan Callinan (AUS)
9.a: Filipe Toledo (BRA) x Carlos Munoz (CRC)
10: Yago Dora (BRA) x Kelly Slater (EUA)
11: Connor O´Leary (AUS) x Rio Waida (IDN)
12: Kanoa Igarashi (JPN) x João Chianca (BRA)
13: Jack Robinson (AUS) x Michael Rodrigues (BRA)
14: Gabriel Medina (BRA) x Jake Marshall (EUA)
15: John John Florence (HAV) x Kolohe Andino (EUA)
16: Miguel Pupo (BRA) x Maxime Huscenot (FRA)
O Billabong Pro Pipeline em memória a Andy Irons é realizado com patrocínio da Billabong, Pacífico, Apple, Yeti, 805 Beer, Red Bull, Shiseido, Craft 1861, Turtle Bay, True Surf, Sambazon, Spectrum, Pura Vida, Surfline e Surf Shark. O prazo vai até o dia 10 de fevereiro e a competição está sendo transmitida pelo WorldSurfLeague.com e pelo Aplicativo e Canal da WSL no YouTube. No Brasil, todas as etapas do World Surf League Championship Tour também passam ao vivo nos Canais SporTV e no Globoplay.

 

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias