Publicidade:

Paúba Super Tubos: Igor Moraes em busca do título

Igor Moraes de Oliveira, o Iguinho, campeão da última edição do Paúba Suber Tubos, em 2021, na categoria Open pranchinha, se diz preparado para conquistar o bicampeonato e ocupar o primeiro lugar no pódio nesta quinta edição, que conta com o patrocínio da OnBongo.

O Paúba Super Tubos é um dos eventos mais esperados do “North Shore Paulista”, acontece em um dia e vai eleger os melhores tube riders nas modalidades Bodyboard e Bodysurf, nas categorias feminino e masculino.

O atleta sebastianense, com 25 anos de idade, e 18 só de surfe, já participou de duas edições do Paúba Super Tubos, a primeira em 2018, quando terminou na quarta colocação e a última, em 2021, quando levantou o caneco de melhor tube rider, após encarar as ondas desafiadoras de Paúba:

Estou ansioso para participar deste grande evento que a cada ano ganha mais força e eu posso ser o primeiro atletas, da Open, a ter o título de bicampeão, seria o máximo. Conheço bem aquelas ondas e estou focado neste título“, revelou.

Paúba Super Tubos
Igor Moraes. Foto: Arquivo pessoal

Janela aberta para o Paúba Super Tubos 2022

Para a próxima edição do Paúba Super Tubos, com “janela” já aberta desde o último sábado (28/05), Iguinho está preparado para encarar a etapa a qualquer momento:

Tenho como base de treinos as ondas de Paúba e Maresias, são ondas fortes e tubulares. Este evento é animal, tem uma vibe diferenciada e eu cresci nesta região, surfando em Paúba constantemente. É um campeonato incrível, que sempre conta com a presença de vários amigos que surfam e competem comigo também“, descreve o atleta, experiente em tubos e o aéreos.

Veja também:

Pro G-Land: entenda o novo formato das baterias

“Tomamos mais de 400 picadas na Ilhabela,” diz turista

Surfista de ondas grandes processa WSL depois de quase morrer afogado em Nazaré

Iguinho destaca como seu principal feito até o momento a conquista do título de campeão brasileiro de surf profissional 2019, do Circuito Abrasp Tour, em Navegantes, Santa Catarina. “Foi um momento único para mim e importante para a minha carreira“, lembrou o surfista.

O evento só terá bandeira verde para começar quando as condições estiverem perfeitas para criarem ondas tubulares. Os surfistas terão apenas 72 horas para chegar em Paúba, assim que o evento estiver confirmado. O Tubo é a manobra, sendo a base do critério de avaliação.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias