Publicidade:

Owen Wright renova com a Rip Curl por mais três anos

O surfista australiano Owen Wright renovou o contrato com a Rip Curl por mais três anos. A marca o acompanha há muito tempo. A primeira vez que o atleta assinou com a marca foi em 2005 e, portanto, essa parceria já dura quase 20 anos.

Veja também:

Italo Ferreira na missão onda gigante em Nazaré (vídeo)

Em nota, ISA declara total solidariedade à Ucrânia

Essa roupa de borracha foi feita para resistir à mordida de tubarão

Para Neil Ridgway, da Rip Curl, Owen é um surfista  “de pensamentos profundos e tubos ainda mais profundos”, em que a empresa sempre apostou por se tratar de um atleta promissor. A parceria com Owen “sempre nos fez pensar em sermos melhores patrocinadores, em esforçarmos mais o nosso lado”, afirmou Neil.

Um currículo de lutas e glórias

O surfista de 32 anos tem um currículo extenso. Em 2010, ele entrou na elite mundial, além de ter representado a Austrália nos Jogos Olímpicos, com a entrada da modalidade surf em Tóquio 2020.

Com a Rip Curl ele já fez viagens ao lado dos campeões Gabriel Medina e Mick Fanning e lançou uma coleção voltada a conceitos de sustentabilidade, a Saltwater Culture.

Como nem tudo são flores, um dos maiores desafios da sua carreira foi a grave lesão que sofreu em Pipeline em 2015. Até o seu retorno ao mundial em 2017, Owen passou por uma dura e longa jornada de recuperação. Mas todo esforço valeu a pena, porque no mesmo ano do seu retorno venceu o Quiksilver Pro Gold Coast. Desde então, o australiano conquistou outros feitos inéditos, como a medalha olímpica de bronze.

Owen Wright descreve a parceria com a Rip Curl como “uma jornada épica” e espera fazer dos próximos três anos “os melhores até agora”.

Durante os próximos anos de contrato, Wright pretende continuar a competir no CT (Championship Tour) e ficar entre os 5 primeiros melhores do mundo, ou seja, o intuito dele é competir a etapa para os finalistas que este ano acontece novamente em Trestles. Além disso, o surfista também pretende garantir uma vaga nos Jogos Olímpicos de 2024 em Teahupoo, onda na qual Wright costuma se dar bem.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias