27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024
27 C
Papeete
sábado, 13 julho, 2024

Ondas perfeitas e solitárias em algum lugar da África

Quem não sonha em encontrar ondas perfeitas e solitárias? Ainda mais nos tempos atuais, quando a ideia de surfar sozinho em um pico é quase uma utopia?

Pois os espanhóis Natxo González e Kepa Acero realizaram esse sonho, encontrando ondas perfeitas e solitárias em algum lugar do continente africano.

A dupla passou um mês acampada em uma praia deserta, a quilômetros de distância da cidade mais próxima.

Partilhar um espaço tão apertado durante tanto tempo tem os seus desafios, como os dois surfistas fazem questão de salientar, mas há coisas que fazem com que esses perrengues valham a pena.

Veja também:
Red Bull Big Wave Awards 2022 divulga lista de vencedores
Lucas Chumbo é o campeão do SSXP Saquarema Pro
Ainda vale a pena surfar em Malibu?

Para Kepa e Natxo, o pote de ouro no fim do arco-íris foram as ondas perfeitas com que se depararam, bem melhores do que o esperado.

Contudo, não bastasse a qualidade do mar, Natxo González e Kepa Acero surfaram essas ondas perfeitas sem mais ninguém na água, por dias consecutivos.

Todos os tubos idílicos que rolaram naquele mar eram deles e deles apenas. “Sentia uma dor ao ver tantas ondas perfeitas sem ninguém para surfá-las”, brinca Natxo.

Um cenário tão surreal e cada vez mais difícil de ser encontrado em tempos de superexposição e crowd intenso nos quatro cantos do globo.

Assista ao vídeo da barca:

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias