26 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024
26 C
Papeete
domingo, 21 julho, 2024

Lucas Chumbo é o campeão do SSXP Saquarema Pro

O SSXP Saquarema Pro, foi encerrado com chave de ouro no show de tubos de 6-8 pés do domingo na Praia da Vila lotada, vibrando com a vitória do surfista local, Lucas “Chumbo” Chianca.

Veja também:
Red Bull Big Wave Awards 2022 divulga lista de vencedores
“Embaixadores da Costa” irão organizar o crowd em Biarritz
Ainda vale a pena surfar em Malibu?

O campeão mundial de ondas gigantes entrou na primeira fase do evento e foi passando baterias desde segunda-feira, até faturar o prêmio máximo de 30.000 reais pela vitória na final contra Alan Jhones.

O potiguar ganhou 15.000 Reais e passou a dividir a vice-liderança no ranking profissional da CBSurf, empatado com o baiano Yagê Araujo. Outro potiguar, Mateus Sena, campeão da primeira etapa em Maceió (AL), continua na frente por 200 pontos de diferença.

O campeão mundial não participou da primeira etapa do Circuito CBSurf Pro 2022 em Maceió, mas já aparece em quarto lugar no ranking, com os 10.000 pontos da vitória no evento saquaremense. Lucas Chumbo só está abaixo do líder Mateus Sena e dos novos vice-líderes, Alan Jhones e Yagê Araujo.

Lucas Chumbo SSXP Saquarema Pro
Lucas Chianca (RJ) – Foto: Pablo Jacinto / CBSurf

A grande final foi iniciada às 13h45, mas não rolou muitos tubos na bateria, como durante toda a manhã de mar clássico na Praia da Vila. Cada um só surfou duas ondas. Toda a torcida estava para o local do pico, Lucas Chumbo, que pegou a primeira onda já colocando pra dentro do tubo, fazendo um floater na saída e uma rasgada, para largar na frente com nota 7,33. Alan Jhones demora 8 minutos para surfar a primeira onda dele, uma esquerda que só rende um ataque potente de backside no crítico, que vale nota 5,33.

Outra série de ondas só entrou na metade dos 30 minutos de duração da decisão do título, com Chumbo mandando um rasgadão e encaixando num tubo rápido para somar 6,90. Alan só pega sua segunda onda quando restavam 4 minutos para o término, mas não rodou o tubo e ele teve que fazer manobras. Ele precisava de 8,90 para vencer e recebeu 6,73, diminuindo a diferença para 7,50 pontos. No entanto, não entraram mais ondas e Lucas Chumbo festejou a vitória no SSXP Saquarema Pro por 14,23 a 12,06 pontos.

Se vencesse o evento, o potiguar de Baía Formosa tiraria a liderança do ranking brasileiro do jovem natalense, Mateus Sena. Alan Jhones ainda impediu que o baiano Yagê Araujo assumisse a ponta, derrotando-o nas semifinais. Se ele passasse para a grande final, já ultrapassaria os 11.800 pontos do seu conterrâneo.

Alan Jhones (RN) – Foto: Pablo Jacinto / CBSurf

Recorde de pontos

Foi nessa bateria, que Alan Jhones fez sua melhor apresentação em Saquarema. Yagê começou na frente com um tubo rápido, que valeu 4,93. Depois, surfou uma onda de manobras para somar 6,27. O potiguar entrou na briga com nota 7,33 numa esquerda, que acertou duas manobras potentes de backside no crítico da onda. No domingo, com as séries enormes de 6-8 pés, a Praia da Vila virou um pico só de esquerdas. Mas, Alan achou uma direita para usar seu frontside, com batidas e rasgadas que valeram 4,77.

Ele assumiu a liderança com essa nota conseguida há 3 minutos do fim da bateria. Alan Jhones ainda pegou outra direita perfeita, que rodou um tubaço incrível, com ele sumindo na cortina d´água e reaparecendo para surpresa de todos na praia. Três dos cinco juízes deram nota 10 para ele e a média ficou 9,90, sacramentando a passagem para a grande final com um novo recorde de 17,23 pontos, batendo os 17,17 com nota 10 do Hizunomê Bettero na sexta-feira.

Yagê Araujo dividiu o terceiro lugar no SSXP Saquarema Pro com Daniel Templar, derrotado na semifinal saquaremense com Lucas Chianca. Os dois marcaram 6.500 pontos no ranking e receberam 11.000 Reais de prêmio. O capixaba bicampeão brasileiro, Krystian Kymerson, e os paulistas Marcos Correa, Gabriel André e Cauã Gonçalves, que perderam nas quartas de final, ganharam 5.100 pontos e 7.000 Reais, enquanto os oito eliminados nas oitavas de final, que abriram o domingo mágico na Praia da Vila, ficaram com 3.600 pontos e 5.000 Reais.

Yage Araujo (BA) – Foto: Pablo Jacinto / CBSurf

Próximas etapas

Depois de abrir a temporada em Maceió (AL) e passar pelas altas ondas da Praia da Vila no SSXP Saquarema Pro, o milionário Circuito Profissional da nova diretoria da CBSurf, comandada por Teco Padaratz, terá duas etapas na Região Sul do país. A terceira será em Matinhos, no Paraná, de 22 a 28 de agosto. E a próxima está marcada para os dias 5 a 11 de setembro na Praia Mole de Florianópolis, em Santa Catarina. Todas as seis etapas do Circuito CBSurf Pro 2022 oferecem uma premiação histórica de 280.000 Reais com o princípio da igualdade para homens e mulheres, que recebem o mesmo valor por suas posições no evento.

Neste primeiro ano da nova gestão da CBSurf, o objetivo de todos é se classificar para o Dream Tour de 2023, quando será formada uma elite do surfe nacional para disputar os títulos brasileiros profissionais da temporada. Estas vagas estão sendo disputadas nas seis etapas deste ano, com os rankings computando os cinco melhores resultados, para definir os 50 surfistas classificados na categoria masculina e as 24 na feminina.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias