23.1 C
Hale‘iwa
sábado, 13 abril, 2024
23.1 C
Hale‘iwa
sábado, 13 abril, 2024

Nā Kama Kai – Crianças no Oceano

-

O Nā Kama Kai - Crianças no Oceano é um programa que tem como missão ensinar para as crianças, por meio do surf, o respeito ao meio ambiente

Se tem duas coisas que prezo também no surf são os ensinamentos e as amizades que fiz ao longo desses 27 anos no esporte. O Duane DeSoto, campeão mundial de longboard, é um grande irmão havaiano do tour e me inspiro em sua filosofia de respeito à natureza, da valorização da cultura e às questões sociais. Em 2008, ele criou o Nā Kama Kai (Crianças no Oceano), um programa que tem como missão ensinar para crianças e adolescentes, por meio do surf e da educação baseada no oceano e no respeito ao meio ambiente para formação de futuros líderes para um mundo melhor. Desde o início do projeto sou voluntário, como instrutor, tanto que trouxe essa filosofia para o meu estilo de vida, para o Brasil e de tão incrível que foi a experiência até virou um documentário.

Campeões mundiais de longboard, Phil Rajzman e o havaiano Duane DeSoto, fundador do Nā Kama Kai, em Nova York 2022. Foto: Divulgação

O Duane mora em Makaha, na ilha de Oahu, no Havaí, onde fica a sede do Nã Kama Kai, o berço do surf, praia onde os primeiros polinésios chegaram. Na época utilizavam as canoas havaianas para pesca e voltavam surfando. É um lugar mais raiz da ilha, onde fico com minha família nas temporadas no Havaí. Eles têm um programa fixo de 12 ações anuais públicas, todo o segundo domingo do mês, em uma praia de Oahu. As pessoas se inscrevem gratuitamente, têm aulas sobre preservação dos oceanos, segurança, etc, e podem surfar de longboard, pranchinha, stand up paddle e canoa havaiana. Para eles, tudo que desliza sobre as ondas é considerado surf.

O Nã Kama Kai é uma organização sem fins lucrativos e atinge as comunidades locais por meio das interações com surfistas profissionais, bombeiros, salva-vidas, biólogos marinhos e ativistas ambientais, com práticas de bem-estar e, principalmente, levando crianças a se sentirem em casa dentro do mar, respeitando o meio ambiente. 

Graças a minha amizade com Duane, conseguimos trazer o Nã Kama Kai para o Brasil em 2019 para uma de minhas clínicas, o Phil Rajzman Surf Experiences. Essa foi a primeira vez que o programa saiu do Havaí. Foi viabilizado esse intercâmbio com 17 crianças havaianas mais alguns integrantes, inclusive com a presença de Duane e sua família, que ficaram hospedados em minha casa. Esse encontro em Búzios (RJ) foi mágico porque conseguimos reunir na mesma clínica também as crianças dos projetos sociais Surf no Alemão e Respirar, dos quais faço parte, além dos indígenas da tribo Fulniô e membros da cultura quilombola. Falamos também sobre a Floresta Amazônica, fizemos um multirão de limpeza na praia de Geribá/Búzios, sempre com foco na união e harmonia entre os povos. 

O que vivenciamos durante os três dias da clínica foi tão incrível que virou um documentário, totalmente gravado em Búzios, e foi dirigido pela minha amiga, também carioca, Ju Martins, da Arte Girassol Produções. O curta metragem “Nā Kama Kai – Children Of The Ocean”, com 36 minutos, foi selecionado para 12 festivais mundo afora e ganhou quatro prêmios em 2022: Montauk Festival (Nova York/EUA) – Prêmio Grande Juri;  Portuguese Surf Film Festival (Portugal) na categoria sustentabilidade; Toronto Indie Short – Best Indie Short e WorldFest e o Houston International Film Festival – Best Short Documentary.

Essa interação é intensa quando se acredita e pratica algo. Para nós é acima de tudo e sempre ‘respeito ao meio ambiente’.



Phil Rajzman
Phil Rajzman
Foi tricampeão mundial de longboard (em 2007 e 2016, campeão mundial pela World Surf League e em 2004 campeão mundial pelo Oxbow Pro), bicampeão Pan-Americano (2007 e 2009) e atleta da elite mundial por 25 temporadas (até 2022). Carioca, 41 anos, foi o primeiro brasileiro a entrar para a história como Campeão Mundial de Surf, conquistando o título no pranchão. Tem um canal no YouTube (@PhilGood21) e marca presença forte também no Instagram e no Facebook como @philrajzman

Compartilhar essa Reportagem

Adrian Kojin

Alex Guaraná

Sunset é pra gente grande

Allan Menache

Edinho Leite

Impressão e realidade

Jair Bortoleto

Janaina Pedroso

Luciano Meneghello

Phill Rajzman

Zé Eduardo

Thiago Consentine

Gabriel Davi Pierin

Jaine Viudes

O surf de base livre