Publicidade:

Moana Jones fala como contribui na continuidade da cultura do surf

A surfista havaiana Moana Jones de 21 anos vem se destacando nos últimos anos pela forma como se dedica nos tubos de Pipeline. No final do ano passado, ela mostrou seu show de surf com a vitória no HIC Pipe Pro, e há uns dias, cravou presença como membro da primeira equipe feminina a competir no Da Hui Backdoor Shootout.

Veja também:

Top 10 maiores ondas desse fim de semana em Nazaré

O Brasil está perdendo suas praias, entenda o motivo

Jogos de Inverno: Veja os uniformes que o Time Brasil usará em Pequim

Segundo Nathan Florence, ela é uma das atletas da nova geração que surfa melhor. “Também uma das únicas mulheres novas a treinar bastante em Pipeline”, comenta.

Mas Moana quer ir mais longe. Ela quer ondas maiores, como as que Nathan pega. “Esse é o meu objetivo”, afirma ela.

Ao mesmo tempo, sua missão é muito mais do que simplesmente pegar onda. A havaiana procura fazer a sua parte para garantir a continuidade do surf no Havai e criou uma escola de surf. “É a minha forma de contribuir para a comunidade. Eu gostaria que, quando eu era pequena, uma surfista mais experiente tivesse me encorajado.”

Essa é a segunda edição do Vans Triple Crown of Surfing (Tríplice Coroa) que conta com a inclusão da categoria feminina. A primeira, no ano passado, teve a vitória inquestionável de Carissa Moore.

Este ano, uma nova geração de surfistas jovens chega forte e marca seu lugar nas ondas havaianas e, principalmente, na história do surf.

Moana Jones Wong é uma das caras dessa nova geração.

No vídeo novo da série Door to Door da Vans, apresentada por Nathan Florence, ele se junta a Moana para um dia na escola de surf para falar sobre a Tríplice Coroa e os objetivos de evolução da surfista em Pipe.

Aperte o play e confira:

 

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias