Publicidade:

Moana Wong vence o HIC Pipe Pro e mostra show de tubos

Moana Wong venceu o HIC Pipe Pro nesta última quinta-feira (15), em um dia de altas ondas na costa norte de Oahu.

Veja também

UniSurf promove sua 15ª edição neste sábado, na Barra da Tijuca

CBSurf: Matheus Herdy se consagra campeão brasileiro

Austrália reabre fronteiras para trabalhadores e estudantes

A havaiana que domina o pico e surfa em Pipeline desde criança, mostrou muita atitude e técnica nas ondas de 4 a 6 pés do palco mais cobiçado do surf.

“Eu sempre quis ganhar esse evento e finalmente ganhei”, disse Wong. “Eu participo desse campeonato desde os 12 anos de idade. Antes de ser pela WSL, era Betty Depolito que apresentava esse campeonato. Eu faço isso há tantos anos e sempre cheguei tão perto e agora finalmente alcancei meu objetivo e estou muito feliz”, completou.

Em segundo lugar, ficou Brissa Hennessy, da Costa Rica, em terceiro, a havaiana Gabriela Bryan e em quarto, a também havaiana Brianna Cope.

Tanto Hannessy, quanto Bryan estão saindo de resultados fortes no Challenger Series e entraram para o WT (World Tour) em 2022, que começa em janeiro, justamente em Pipeline.

O show de Moana Wong

Muitos dos locais mais famosos já consideravam Moana a melhor surfista de Pipeline e, durante todo o evento, ela realmente mostrou superioridade ao vencer todas as baterias.

A atleta começou sua performance com uma onda 9.17 e fez um somatório de 16.17, deixando a havaiana Luana Silva em segundo e eliminando a taitiana francesa e antiga campeã mundial júnior Vahine Fierro.

Nas quartas de final, o mar estava pior e Moana somou apenas 8.60. Ainda assim, venceu a bateria em que a também havaiana e futura integrante da elite, Gabriela Bryan, foi segunda e onde a norte-americana Anastasia Ashley e australiana Freya Prumm se despediram do evento.

Já nas semifinais, a havaiana somou 12 pontos e deixou Bryan novamente em segundo. As havaianas Zoe McDougall e Luana Silva Coelho foram as eliminadas do heat.

Do outro lado da chave, as experientes Keala Kennelly e Courtney Conlogue deixaram a competição, enquanto Brianna Cope e Brisa Hennessy se juntavam a Moana e Bryan na grande final.

E no heat decisivo nada mudou. Moana começou logo com uma onda de 7.67 pontos e terminou com um somatório de 11.34 pontos. O que foi suficiente para deixar Brisa Hennessy em segundo, com 8.37 pontos, Gabriela Bryan em terceiro, com 6.50 pontos, e Brianna Cope no quarto lugar, com 5.83 pontos.

Nas semifinais, metade das mulheres são integrantes do CT (Champions Tour) ou estarão no próximo ano.

O fato é que todas elas provaram que as mulheres estão fortes e prontas para Pipeline. Assista o vídeo:

 

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias