Publicidade:

O Brasil está perdendo suas praias, entenda o motivo

O Brasil está perdendo suas praias e dunas, segundo dados de uma análise do MapBiomas, feita a partir de imagens de satélites. A causa da modificação da paisagem? A própria natureza e, principalmente, a intensa intervenção humana.

De 1985 a 2020, o Brasil perdeu de praias, dunas e areias continentais o equivalente à área de Salvador, um total de 70 mil hectares. Em 1985, havia 451 mil hectares desse tipo de cobertura e, em 2020, chegou a 382 mil hectares, o que significa que 15% desapareceu.

Veja também:

Top 10 maiores ondas desse fim de semana em Nazaré

Altas ondas na abertura do Da Hui Backdoor Shootout

Mais de 90% dos países terão um ano muito quente a cada dois, indica estudo

Além do natural avanço do mar sobre as faixas de areia, que também causam erosão costeira, outro motivo para o sumiço das áreas litorâneas é a forte pressão imobiliária e a multiplicação de empreendimentos salineiros e aquícolas, como a indústria do camarão, cada vez mais frequente no Rio Grande do Norte e no Ceará.

O Rio de Janeiro é o estado mais afetado. Desde 1985, a costa fluminense perdeu 49% de sua área, o equivalente a 665 Maracanãs. Em seguida aparece a Paraíba, com perda de 44%. 

Um dos motivos da diminuição das paisagens litorâneas são as obras de infraestrutura urbana, como a construção de estradas e prédios. Elas representam 10% da mudança do visual das praias, dunas e areais. Entre 1985 e 2020, mais de 12 mil hectares foram perdidos para a construção de empreendimentos, o que equivale à área de 30 Copacabanas.

A importância das Unidades de Conservação (UC)

Em contrapartida, o Maranhão é o estado com maior área de praias, dunas e areias. Segundo o coordenador geral de zona costeira do MapBiomas, Pedro Wolf, o motivo da preservação é claro. “O Maranhão é o estado com maior extensão de ambientes costeiros protegidos por Unidades de Conservação do país e um dos mais conservados”.

O estado conta com o Parque Nacional de Lençóis Maranhenses e Área de Proteção Ambiental das Reentrâncias Maranhenses que colabora na proteção de dunas, praias e manguezais.

No entanto, o Brasil possui apenas 340 (13%) do total de suas 2544 Unidades de Conservação na zona litorânea; apenas 40% de dunas, praias e/ou areais estão protegidos em alguma dessas unidades.

As UC’s em zonas costeiras são fundamentais para a preservação da paisagem, da fauna e da flora. A degradação das dunas, praias e areais nos últimos 36 anos pode ser explicada, em parte, por essa baixa proteção.

Fonte: MapBiomas

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias