Publicidade:

Medina: atletas consagrados comentam polêmica

Antes da nação celebrar a conquista inédita do outro de Italo Ferreira para o Brasil olímpico do surf, um episódio gerou grande repercussão e tomou conta da grande rede na comunidade do surf, que foi a polêmica eliminação de Gabriel Medina contra o japonês Kanoa Igarashi na semifinal, com resultado amplamente contestado por surfistas e especialistas.

Leia: 
+ Como funcionou o critério de julgamento do surf nas Olimpíadas

Porque Igarashi deu um aéreo em uma onda menor que a onda do aéreo de Medina, e ainda segurou a borda da prancha, para ser retribuído com 9,33 dos juízes. Enquanto o aéreo de Medina, em uma onda maior e mais potente, saindo na parte mais crítica da onda, sem as mãos na borda (com maior grau de dificuldade) e com aterrissagem na espuma (também com maior grau de dificuldade que a de Kanoa, porque Medina aterrissa na bomba de espuma em uma onda mais potente, e Kanoa, apesar de aterrissar no flat, encontra cenário mais estável para a volta da manobra), valeu 8,43 para os juízes.

Confira:
É muito especial para mim,” diz Ítalo após vitória no surf
“É difícil treinar o ano inteiro e passar por isso,” diz Gabriel Medina

Abaixo você assiste às duas manobras que foram definitivas para escolher o primeiro finalista olímpico:

Para muitos especialistas, foi uma injustiça total contra Medina. Tanto que minutos após a bateria contra Igarashi, Medina publicou um post em seu Instagram, comunicando aos fãs sua tristeza e pedindo desculpas. Veja o post abaixo:

 

View this post on Instagram

 

A post shared by G. Medina (@gabrielmedina)

Na sequência, muitos amigos e surfistas profissionais, além de uma enxurrada de fãs, comentaram a respeito da polêmica:

“Carai, os caras nem disfarçaram! Mas vc eh gigante mlk, segue firme!,” escreveu o surfista carioca Pedro Scooby

“Foi inacreditável! Quem realmente entende sabe! E todo mundo sabe que tu tem mais que os 2 títulos mundiais! Força, trás esse bronze só de raiva,” disse Matheus Navarro. “A de antes foi inacreditável, essa do bronze [referindo-se à bateria do Owen Wright], não sei nem o que falar,” completou Matheus Navarro.

Quartas de finais do surf masculino na praia de Tsurigasaki. Na foto Gabriel Medina. Foto: Jonne Roriz/COB

“Só com os pés é bem mais difícil aqui no meu mundo. Não imagino ser diferente na água. Controle total! Segue firme ai e foco, porque ver você surfar é sinistro Gabriel,” escreveu Bob Burnquist.

“Vc ganhou essa bateria! Te garfaram de um jeito revoltante!
Inacreditável! Surreal!,” comentou Glenda Kozlowski.

Medina também recebeu milhares de mensagens de apoio, como a de seu amigo, o surfista profissional Alejo Muniz: “Você é gigante meu amigo. Você é mais que o surf, você é um exemplo para o mundo, como atleta, como pessoa e principalmente como ídolo. Não canso de falar que sou seu fã.”

Muitos ainda contestaram também o resultado da bateria da disputa do bronze, de Medina contra o australiano Owen Wright.


Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias