Publicidade:

Publicidade:

Publicidade:

Maconha pode aumentar a vontade de se exercitar, diz estudo



A maconha pode aumentar a vontade de se exercitar? Bem, segundo pesquisa publicada no Frontiers in Public Health, há uma forte evidência para crer que sim.

Os pesquisadores entrevistaram 600 usuários adultos que fumam maconha e vivem em estados dos Estados Unidos onde o uso da planta é legal.

São eles: Colorado, Califórnia, Nevada, Oregon e Washington. As questões eram sobre o uso de cannabis e exercícios.

As perguntas abordavam questões relativas ao uso da maconha e a vontade de se exercitar.

Os participantes também responderam se sentiam que seus treinos eram afetados e como achavam que isso influenciava a motivação e a recuperação do exercício.

Maconha pode aumentar a vontade de se exercitar: o resultado

Segundo os resultados, mais de 50% dos usuários de cannabis disseram que a erva os motivam a se exercitar.

Cerca de 80% dos entrevistados também afirmaram que fumam antes ou depois de se exercitar.

Além disso, 70% relataram que o uso de maconha aumentava seu prazer durante os treinos, enquanto quase 80% sentiam que a erva melhorava sua recuperação pós treino.

Porém, apenas cerca de 35% consideraram que ela realmente melhorava seu desempenho nos exercícios.

Contrariando estereótipos

“Há um estereótipo de que o uso de cannabis leva as pessoas a serem preguiçosas e não ativas fisicamente, mas esses dados sugerem que esse não é o caso”, escreveu a autora sênior Angela Bryan, professora do Departamento de Psicologia e Neurociência e Instituto de Ciência Cognitiva, em uma declaração.

+ Maconha é 144 vezes mais segura que álcool, segundo estudo
+ Como fazer um poke havaiano
+ CBD para surfistas: alívio natural e poderoso aliado

Segundo a coautora do estudo Arielle Gillman, ex-aluna de doutorado na Universidade do Colorado “há evidências que sugerem que certos canabinoides amortecem a percepção da dor, e também sabemos que os receptores ligados à cannabis no cérebro são muito semelhantes aos receptores que são ativados naturalmente durante a atividade física”.

No entanto, os resultados do novo estudo são limitantes por serem autoavaliações de voluntários selecionados e que vivem em estados onde a maconha é legalizada.

“Os estados que legalizaram a cannabis também são aqueles notoriamente mais ativos fisicamente”, afirma a co-autora em um comunicado.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias

Pauline Menzcer, campeã mundial em...

Campeã mundial em 1993 e um dos temas do filme muito aguardado Girls Cant Surf,...

Canoas polinésias agitam orla do...

No último sábado (27) 47 equipes de canoa polinésia participaram da competição Leme ao...

“Quando parar de competir, terei...

Neste vídeo, Lucas Silveira, que está no Havaí, nos apresenta uma biquilha do shaper...

VÍDEO: Nathan Florence dá dicas...

Quem é que não quer dicas para remar melhor? Afinal, a remada é uma...