Não é de agora que Kelly Slater vem chamando menos atenção por seu surf do que por suas relações dúbias com a World Surf League (WSL) e pelas polêmicas em que se envolve em redes sociais – o que voltou a acontecer no início desta semana.

Tudo começou com uma bem-humorada peça do site Beach Grit. Críticos dos novos rumos da WSL e, principalmente, da adoção pela entidade da piscina de ondas de Slater, os donos do site instalaram um outdoor na estrada que liga a cidade de Lemoore ao Surf Ranch, propriedade do onze vezes campeão mundial e sede da próxima etapa do Circuito Mundial.

“Você não precisa ser um surfista para amar o Beach Grit”, diz o outdoor. A imagem que compõe a peça é de Beth Greve, que foi anunciada em abril deste ano como a nova diretora comercial da WSL.

Durante a etapa de Keramas do circuito mundial, um vídeo foi vazado em redes sociais. Ele mostrava Beth segurando uma prancha com as quilhas viradas ao contrário, aparentemente tentando entender o que havia de errado. A WSL nunca se posicionou ou emitiu uma informação a respeito, e Beth virou motivo de chacota internacional.

“Engraçado. Barato. Revelador de Caráter”

O outdoor no caminho de sua propriedade, tirando sarro da WSL e apontando para um site que se dedica diariamente a falar mal (ainda que de maneira bem-humorada) de sua piscina de ondas, foi demais para Slater.

Foi assim que Slater comentou na postagem do outdoor no Instagram. O comentário gerou ainda mais respostas, a maioria em tom crítico ao onze vezes campeão mundial – alguns pela sua postura em relação ao circuito em 2018, alguns pelo simples fato dele não conseguir dar um pouco de risada de si mesmo.

Vale destacar que uma das principais críticas que se faz à nova gestão da WSL – e que nós, da HARDCORE, endossamos – é o fato de ser comandada por pessoas que não têm absolutamente nenhuma intimidade com o surf, como o vídeo de Beth demonstra.

Veja também

Confuso e ultrapassado: WSL quer mudar formato de disputa do Circuito Mundial

Texto: Redação HC
Imagem: WSL/Steve Sherman