Publicidade:

Jeremy Flores anuncia aposentadoria do circuito mundial de surf

Após sua participação nas Olimpíadas de Tóquio, defendendo a França ao lado do polinésio Michel Bourez, Jeremy Flores anunciou em suas redes sociais sua saída do circuito mundial de surf. Ele irá participar de sua última competição como profissional durante o Tahiti Pro, de 24 de agosto a 3 de setembro, em Teahupoo.

Nascido na Ilha da Reunião, Jeremy Flores tinha apenas 18 anos quando se juntou ao ASP World Championship Tour, em 2007, tornando-se, na época, o surfista mais jovem a se classificar para a elite do esporte.

Hoje, aos 33 anos de idade, dos quais 15 ligados ao surf de competição, ele está pronto para dar um novo rumo a sua carreira.

Veja também:

+ Corona Open México: chegada de swell anima organizadores 

+ Surfistas olímpicos ganham vagas no Corona Open México

+ Medina não irá competir em Teahupoo por não estar vacinado

 

Não vou me aposentar, vou seguir em frente, um novo capítulo”, escreveu o surfista em sua conta no Instagram.

Assim como Julian Wilson, Jérémy disse que pensou em sua família para tomar a decisão. O francês é pai de uma menina com Hinarani Delongeaux, Miss Tahiti 2012, e o casal agora terá um novo filho.

Desde que me tornei pai, minhas prioridades mudaram completamente, quero estar 100% presente para minha família”, revelou.

Mesmo sem ter conquistado um título mundial, é uma carreira competitiva e tanto que chega ao fim: participação nos Jogos Olímpicos, dois títulos Pipe Masters, quatro vitórias no CT e quatro títulos mundiais ISA, só pra citar alguns dos mais emblemáticos resultados alcançados por Flores.

Sua postura crítica em relação ao sistema de julgamento da WSL também se tornou famosa e, não por acaso, o francês foi eliminado de competições importantes após decisões polêmicas do quadro de jurados.

Em seu Instagram ele escreveu:

Não gosto da palavra ‘aposentar-se’ porque não sinto que estou me aposentando, estou passando para o próximo capítulo. Dediquei grande parte da minha vida às competições de Surf. Tem sido uma montanha-russa, muitos altos e baixos, mas, droga, eu vivi isso ao máximo. Alguns momentos épicos. Tentei ser real o tempo todo, talvez até demais às vezes… Mas valeu a pena! Se alguém me dissesse, quando eu era criança, o sucesso, a vida que eu teria, não teria acreditado. Por causa do surf profissional, agora tenho a sorte de viver uma vida feliz e sustentar minha família inteira.

Esportes de alto nível não são brincadeira, tem muita coisa que as pessoas não veem nos bastidores, é intenso, consome muita energia. Desde que me tornei pai, minha prioridade mudou totalmente, quero estar 100% presente para minha família. Nos últimos anos, não tenho me esforçado o suficiente para ser minha melhor versão de atleta. Eu não tinha mais aquele fogo. Estava ficando difícil acompanhar a nova geração que está treinando tão loucamente. 

De qualquer forma, obrigado a todos que acreditaram em mim desde o primeiro dia e aqueles que não acreditaram porque isso me fez ser quem eu sou.

Estou ansioso para trabalhar em novos projetos, surf trips com meus amigos. Tente enviar uma mensagem positiva da melhor maneira que puder.

Muito obrigado a todos os meus irmãos e irmãs com quem passei um tempo em turnê ao longo dos anos. Amo vocês!

Obrigado a  @quiksilver  que está comigo há 24 anos, por me dar a oportunidade quando eu era criança de tornar meu sonho possível.

E, claro, obrigado à minha família por me acompanhar todos esses anos. Sempre tive o melhor suporte. Estou animado para o futuro. Amo vocês”.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias