Amuro Tsusuki passa por Johanne Defay, Silvana Lima e Bronte Macaulay para vence QS 10 mil em Pantín. Japonesa entra na lista parcial de classificadas ao CT

Por Redação HC, via WSL Latin America/João Carvalho

A japonesa Amuro Tsuzuki derrotou todas as favoritas para faturar o título do QS 10000 Abanca Galicia Surf Classic Pro nesta quarta-feira na Playa Pantin, em La Coruña, na Espanha. Ela começou o dia batendo a cearense Silvana Lima, depois passou pelas semifinais para superar outra top da elite mundial na bateria decisiva, Bronte Macaulay. A australiana assumiu a liderança do ranking do WSL Qualifying Series e a japonesa entrou na lista das seis que se classificam para o World Surf League Championship Tour. Na quarta-feira, foram realizadas mais seis baterias da segunda fase do QS 10000 masculino e seis sul-americanos avançaram, aumentando para quinze o número dos que já passaram para a rodada dos 48 melhores.

O Abanca Galicia Surf Classic Pro foi iniciado no domingo com o QS 10000 feminino e os homens começaram a estrear na segunda-feira, quando também foram definidas as quartas de final das meninas. A gaúcha Tatiana Weston-Webb foi barrada nas oitavas pela australiana Macy Callaghan, mas a cearense Silvana Lima passou por Sara Wakita, mas foi derrotada pela também japonesa Amuro Tsuzuki nas quartas de final, que abriram a quarta-feira de boas ondas na Playa Pantin. Na grande final, ela começou bem com nota 5,67 e dominou toda a bateria, até confirmar a vitória somando um 6,50 no placar de 12,17 a 8,44 pontos da nova líder do ranking, a australiana Bronte Macaulay.

“Isso tudo está parecendo um sonho e, no momento, eu realmente não consigo acreditar que venci”, disse Amuro Tsuzuki. “Eu treinei bastante e trabalhei duro para chegar aqui e agora tudo parece muito incrível de acreditar. A maioria das pessoas no Japão nem considera o surfe como um esporte. Espero que essa minha vitória aqui hoje, faça eles mudarem essa ideia e que, talvez, aumente o interesse das pessoas em investir no surfe em nosso país”.

Com os pontos do segundo QS 10000 feminino da história do WSL Qualifying Series, Amuro Tsuzuki saltou da 56.a para a oitava posição no ranking. Ela está entre as seis indicadas para a elite das top-17 da World Surf League, porque três surfistas que estão à sua frente, vão garantindo suas vagas entre as top-10 do CT, a brasileira Tatiana Weston-Webb em quarto no QS, a americana Caroline Marks em quinto e a costa-ricense Brisa Hennessy em sexto. Quem também entrou no G-6 na Espanha foi a australiana Keely Andrew, nono lugar em Pantin.

Entre as sul-americanas que estão fora da zona de classificação para o CT 2020, Silvana Lima passou a ser mais bem colocada. A cearense só tem três resultados dos cinco computados, pois estava recuperando-se da cirurgia que teve que fazer nos dois joelhos em 2018. Com o quinto lugar no Abanca Galicia Surf Classic Pro, Silvana agora aparece em 31.o lugar no ranking e a próxima é a bicampeã sul-americana, Dominic Barona, em 56.o. A equatoriana só passou uma bateria na Espanha e ficou em 37.o lugar. A outra sul-americana que competiu em Pantin foi a argentina Josefina Ané, que perdeu na estreia em 55.o lugar.

Veja também:
Etapa do CT no Ranho da WSL terá novo formato em 2019
Italo Ferreira tem passaporte roubado nos EUA e pode perder os ISA Games
Jack Johnson surfa prancha feita com bitucas de cigarro – assista