Publicidade:

Indonésia deve criar visto de 5 anos para nômades digitais

O governo da Indonésia retomou a ideia de criar um visto para nômades digitais que permita que trabalhadores estrangeiros vivam e trabalhem na tão sonhada ilha de Bali por cinco anos sem pagar impostos.

>>> Indonésia: viajantes vacinados não precisam fazer teste PCR na chegada

A ideia havia sido manifestada pelo país antes da pandemia do COVID-19, mas foi deixada de lado com as restrições de viagem dos últimos anos. Mas, em entrevistas recentes, Sandiaga Uno, ministro do Turismo e Economia Criativa da Indonésia, disse que a proposta está voltando a ser discutida.

O plano é criar um visto que permita uma permanência na ilha por cinco anos, desde que que a pessoa trabalhe para uma entidade fora da Indonésia, segundo informações do jornal The Register. Os titulares da permissão estariam livres de impostos no país asiático.

>>> Surf trip para Indonésia? Nic Von Rupp dá dicas de quiver mágico

A grande vantagem do visto para a Indonésia seria o dinheiro que os nômades digitais gastam em suas despesas diárias no país. A indústria do turismo de Bali é um grande contribuinte para a economia da Indonésia e acabou ficando “mal das pernas” durante a pandemia. Por isso, atrair moradores de longo prazo para a ilha proporcionaria anos de renda aos trabalhadores locais.

O arquipélago do sudeste asiático atrai turistas e nômades digitais do mundo inteiro devido às suas paisagens paradisíacas, vida noturna e baixo custo de viagens.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias