25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Grupo de amigos realiza o sonho de surfar a onda da Pororoca

Um grupo de amigos surfistas de Santa Catarina e São Luís (MA) viveu a emoção de surfar a onda da Pororoca durante os dias 5 e 9 de março, em uma surf trip organizada pela Maracá Turismo, uma das pioneiras agências de turismo a realizar expedições no rio Mearim, em Arari (MA). Diogo, Odirlei (Bah) e Rogerio Verde foram alguns dos surfistas que tiveram a oportunidade de surfar as ondas da pororoca com velocidade de aproximadamente 25 km/h, que em determinados momentos atingiam até dois metros de altura e mais de 3 minutos de duração.

Além deles, o surfista Hainan Luis, membro da Associação de Surf e Bodyboard do Olho D’água, aos 11 anos, teve dias emocionantes e conheceu de perto a força da pororoca a bordo de um banana boat. Uma equipe de surfistas e canoístas do Pará também participou da Surf Trip para desbravar as ondas da pororoca no Maranhão.

Ondas perfeitas e intermináveis. Foto: Maracá Turismo

Toda a viagem foi coordenada pelo proprietário da agência, Luís Santos, que acompanhou o grupo e cuidou da logística para que a experiência fosse concluída com sucesso. “Foram dias de muita aventura, adrenalina e contato com a natureza selvagem do rio Mearim. Esse roteiro é uma oportunidade para quem deseja viver uma experiência e conexão direta com a natureza, pois essa ondulação é o sonho de muitos surfistas e aventureiros“, destacou o proprietário.

+ Tom Curren e Mark Occhilupo competirão no Rip Curl Pro Bells Beach

A pororoca de Arari é uma das mais perfeitas, acessíveis e constantes do mundo. O fenômeno é gerado pelo encontro das águas do mar com as do rio, e é procurado pelos surfistas do mundo todo. Arari, localizada a 171km da capital maranhense, tornou-se uma referência para os aventureiros do surfe. Poucos lugares no mundo permitem essa prática, como França, Índia, China e Inglaterra. No Brasil, a pororoca pode ser encontrada nas regiões Norte e Nordeste, no Pará e Maranhão.

+ Como chegar nas Ilhas Mentawai?

A pororoca surge sempre no período da lua nova ou lua cheia (todos os meses) da cabeceira do rio Mearim, mas as maiores ondas acontecem entre fevereiro e maio, período em que elas vêm com mais força e limpeza (também podemos considerar os meses de agosto e setembro, ou quando ocorrem as grandes luas). A parede de onda com aproximadamente 1,5 a 2 metros pode assustar quem não está acostumado com o fenômeno.

Os surfistas atentos e preparados zarpam em bananas boats puxados por motos aquáticas até o ponto certo para se posicionar na frente da ondulação. Dali em diante, fazem no rio o que o mar jamais poderia lhes proporcionar: surfar uma onda quase sem fim, estável e perfeita.

Para mais informações acesse @maracaturismo.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias