Publicidade:


Publicidade:

Documentário aborda a coragem da big rider Joana Andrade

O surfe de ondas grandes, assim como o surf de maneira geral, é dominado pelos homens. A big rider Joana Andrade é uma entre um seleto grupo de mulheres que tenta mudar isso, e o documentário “Big vs Small” (“Grande vs. Pequeno”, na tradução livre), da diretora Minna Dufton, retrata o esforço da surfista portuguesa.

“No começo não foi fácil. E, às vezes, também não é fácil. Eles olham para nós e dizem, ah, talvez você não seja capaz de surfar. Talvez seja muito grande. Tem certeza que quer ir?Mas acho que está mudando,” diz Andrade em entrevista à jornalista Sthepanie Sy, do PBS News Hour.

Leia também: 
+ “Nosso surf vale menos,” diz campeã de evento em discurso de premiação
+ The NY Times enaltece pioneirismo de Maya Gabeira e fala de sexismo no big surf
+ Conheça estas 14 mulheres surfistas lendárias da história do surf

Com 1’55 m de altura, a big rider Joana Andrade nasceu em 1980 e há mais de três anos dedica-se ao surf de ondas grandes no canhão de Nazaré, Portugal. Sua altura equiparada à das ondas que ela pega, chamou a atenção da diretora Minna Dufton, que teve insight para o filme a partir desse contraste.

“A Joana é pequenina e as ondas que ela surfa são muito grandes. Eu sempre fui atraída por opostos. Achei tão interessante, como descobrir o que é grande e o que é pequeno em nós humanos,” contou Dufton à jornalista.

Quando questionada acerca de seu tamanho, Joana prontamente rebate: “Meu forte não vem do meu corpo, mas da minha mente e do meu coração.”

Outro ponto central para a diretora foi detectar o maior medo da vida da big rider portuguesa, se afogar.

“Claro que tenho medo de me afogar. Mas continuo indo lá porque quero saber por que tenho tanto medo de me afogar,” diz Joana.

Para compor a trama e a experiência da big rider no filme, a diretora teve a ideia de convidar a campeã mundial finlandesa de mergulho livre, Johanna Nordblad, para inusitadas sessões de treinamento.

A história do documentário é tanto sobre o surfe quanto sobre a força mental e a mentalidade necessárias para vencer essas ondas, principalmente quando você tem um medo profundo de se afogar, como Andrade.

 

“Big vs Small se estende desde ondas monstruosas no sul até a quietude escura de um lago finlandês congelado no extremo norte; é sobre poder e força em cima da água, e enfrentar demônios embaixo dela. É uma questão de confiança, sobre deixar ir; sobre o que acontece quando duas campeãs de elite compartilham seu talento extraordinário uma com a outra,” definiram os criadores do documentário em sua página oficial.

Big vs Small (2020) - IMDb

Big vs. Small pode ​​ser visto online e pessoalmente no DocLands Film Festival, que acontece de 7 a 16 de maio, na Califórnia; e no Illuminate Festival, de 20 a 26 de maio, em Sedona, Arizona.

Clique aqui e acesse a página do Instagram de “Big vs. Small”.

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias

Abertura do Rottnest Search 2021...

Depois de três eventos repletos de ação na Austrália, os melhores surfistas do mundo...

Ressaca em Copacabana! Onda rara...

A melhor época de ondas do Rio de Janeiro chegou com força e no...

Baleia Jubarte de 30 T...

As baleias Jubarte estão entre as maiores baleias que existem chegando aos 15 metros...

“Impossível organizar Jogos Olímpicos seguros,”...

Em uma mensagem ao governo, um sindicato de médicos do Japão diz que nesse...