25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024
25 C
Papeete
terça-feira, 23 julho, 2024

Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos: Daniel Adisaka é destaque

O brasileiro Daniel Adisaka o destaque da abertura da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos, que teve início na quinta-feira na Praia Lobería, na Ilha San Cristóbal de Galápagos, no Equador. Os equatorianos são maioria, com 13 surfistas entre os 16 classificados para disputar vagas para as quartas de final.

Adisaka fez os recordes do dia, com a nota 7,25 da sua melhor onda e os 12,90 pontos que totalizou. A categoria feminina deve ser iniciada nesta sexta-feira, com transmissão ao vivo pelo WorldSurfLeague.com. A primeira chamada será as 8h00 em Galápagos, 11h00 no fuso horário de Brasília.

A quinta-feira começou e terminou com vitórias de surfistas do Equador. Ramon Loor ganhou a sua bateria da primeira fase e Jonathan Zambrano venceu a que fechou o primeiro dia, com o brasileiro Samuel Joquinha conquistando a última vaga para a rodada classificatória para as quartas de final. A Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos está abrindo a temporada 2023/2024 da WSL South America e o ranking que indicará os surfistas da América do Sul para o Challenger Series 2024, a divisão de acesso para o World Surf League Championship Tour.

+ Tom Curren e Mark Occhilupo competirão no Rip Curl Pro Bells Beach

A segunda fase foi iniciada com vitória do peruano Alonso Correa, mas um surfista local de Galápagos venceu a segunda bateria. Joshua Marcillo derrotou mais dois equatorianos, Andy Rivera e Joe Scott Parra, enquanto Israel Barona, irmão mais jovem da bicampeã sul-americana, Dominic Barona, não compareceu para competir. Joshua vai disputar as duas primeiras vagas para as quartas de final com Alonso Correa e os equatorianos Anthony Cornejo e Calixto Choez.

Esnaider Parrales foi um dos equatorianos que venceram baterias na quinta-feira. Foto: Kevin Moncayo

“Essa é a onda mais forte que temos aqui em Galápagos, uma esquerda superboa e foi em duas esquerdas que eu consegui os pontos para passar para a segunda fase”, disse Joshua Marcillo. “Estou supercontente de competir aqui em casa e desejo o melhor para todos. Estou muito feliz em ter esse campeonato onde eu surfo todos os dias e só tenho que agradecer a todos os patrocinadores, a Galápagos e aos que sempre vem me apoiando. Obrigado a todos”.

+ Paige Alms vence prêmio pela melhor temporada no Havaí

O confronto seguinte também foi 100% equatoriano e Maximiliano Saenz fez as marcas a serem batidas na Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos. Ele derrotou Anthony Cornejo, Cristhian Hernández e Noah Barrera por 11,00 pontos, com as notas 5,75 e 5,25 das melhores ondas que surfou. Maxi Saenz ultrapassou os 10,50 do peruano Alonso Correa, que somou uma nota 7,00 da melhor apresentação do dia até ali.

O peruano Alonso Correa venceu a bateria que abriu a segunda fase. Foto: Kevin Moncayo

“Minha bateria foi muito boa, havia Sol e consegui pegar boas ondas para vencer”, disse Maximiliano Saenz. “Minha estratégia é pensar rápido e pegar muitas ondas, porque aqui tem isso, a onda parece ser muito boa, mas às vezes acaba fechando. Então, tem que ir tentando surfar ao máximo o tempo todo, para encontrar as melhores ondas”.

MELHOR DO DIA – As marcas de Maximiliano Saenz só foram batidas pelo brasileiro Daniel Adisaka, na bateria disputada quando desabou uma tempestade na Ilha San Cristóbal, que chegou a paralisar a competição até ela passar. Antes da chuva entrar, Daniel achou boas ondas nas esquerdas da Praia Lobería, para fazer os recordes da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos. Ele recebeu a maior nota dos juízes, somando 7,25 com 5,65 na vitória por 12,90 pontos. O equatoriano Ramon Loor avançou junto com ele, totalizando 10,90 nas duas notas.

“As condições estão muito boas, tem muitas ondas excelentes, está bem divertido lá dentro e fiquei feliz pela minha bateria”, disse Daniel Adisaka. “Essa é a minha primeira vez aqui em Galápagos, é um lugar incrível, tem muitos animais diferentes, muitos leões marinhos que não vemos no Brasil e estou superfeliz em estar aqui. É um lugar muito bonito, tem muitas ondas boas e quero agradecer a Deus, pois sem Ele eu não estaria aqui. Estou muito contente, confiante, tranquilo e vamos para a próxima”.

Depois que passou a tempestade, a competição retornou para as três últimas baterias da segunda fase e todas foram vencidas por surfistas do Equador. Shadi Bayoumi e Jesus Mendonza eliminaram o peruano Mariano Maugere. Esnaider Parrales e Mario Coronel passaram juntos na disputa seguinte. E Jonathan Zambrano ganhou a que fechou o dia, com o brasileiro Samuel Joquinha barrando dois equatorianos na briga pela última vaga para a terceira fase, Diego Garcia Coello e Roberto Rodriguez.

ESTREIA DAS MULHERES – Nesta sexta-feira, será iniciada a competição feminina da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos, com o grande nome do surfe equatoriano, Dominic Barona, estreando na primeira bateria. Ela vai disputar as duas primeiras vagas para as quartas de final com a também equatoriana Marina Bortman e a peruana Brianna Barthelmess. Na segunda, tem mais duas surfistas do Equador, Genesis Garcia e Mia Barrera, contra a brasileira Julia Duarte e a peruana Leilani Aguirre.

As quatro classificadas vão enfrentar as cabeças de chave que entram nas quartas de final. A brasileira Sophia Medina, campeã sul-americana de 2021/2022 da WSL South America, foi escalada na primeira bateria. Nas outras, estão as peruanas Kalea Gervasi na segunda, Arena Rodriguez Vargas na terceira e Melanie Giunta na quarta. A vitória em Galápagos vale a liderança no primeiro ranking da temporada 2023/2024, classificatório para o Challenger Series do ano que vem.

A organização suíça “Sails of Change” vai promover várias ativações educativas de preservação ambiental durante o campeonato na Ilha San Cristóbal. A segunda edição da Copa Sails of Change QS 1000 Galápagos acontece graças ao apoio da Sails of Change, El Club Formativo San Cristóbal, CNT, GAD San Cristóbal, do Ministerio de Deporte, do Consejo de Governo de Régimen Especial, da Universidad San Francisco, Narturagua e GEA. A competição está sendo transmitida ao vivo de Galápagos pelo WorldSurfLeague.com.

RESULTADOS DA COPA SAILS OF CHANGE GALÁPAGOS NA QUINTA-FEIRA:

PRIMEIRA FASE – 3.o=33.o lugar (66 pts) e 4.o=35.o lugar (66 pts):
1.a: 1-Pablo Ceballos (ECU), w.o-Preston Obrien (EUA)
2.a: 1-Ramon Loor (ECU), 2-Roberto Rodriguez (ECU), 3-Santiago Abascal (ECU)

SEGUNDA FASE – 3.o=17.o lugar (200 pts) e 4.o=25.o lugar (150 pts):
1.a: 1-Alonso Correa (PER), 2-Tomas Vergara (ECU), 3-Jose Herrera (ECU), 4-Pablo Ceballos (ECU)
2.a: 1-Joshua Marcillo (ECU), 2-Andy Rivera (ECU), 3-Joe Scott Parra (ECU), w.o-Israel Barona (ECU)
3.a: 1-Maximiliano Saenz (ECU), 2-Anthony Cornejo (ECU), 3-Cristhian Hernandez (ECU), 4-Noah Barrera (ECU)
4.a: 1-Alex Suarez (ECU), 2-Calixto Choez (ECU), w.o-José Maclas (ECU)
5.a: 1-Daniel Adisaka (BRA), 2-Ramon Loor (ECU), 3-Sean Goldszmidt (PER), 4-Angel Gil (ECU)
6.a: 1-Shadi Bayoumi (ECU), 2-Jesus Mendonza (ECU), 3-Mariano Maugere (PER), w.o-Juliano Auad Klaere (ECU)
7.a: 1-Esnaider Parrales (ECU), 2-Mario Coronel (ECU), 3-Diego Silva (ECU), 4-Daniel Panchana (ECU)
8.a: 1-Jonathan Zambrano (ECU), 2-Samuel Joquinha (BRA), 3-Diego Garcia Coello (ECU), 4-Roberto Rodriguez (ECU)

PRÓXIMAS BATERIAS NA PRAIA LOBERÍA DA ILHA SAN CRISTÓBAL:

TERCEIRA FASE MASCULINA – 1.o e 2.o=Quartas de Final:
——–3.o=9.o lugar (350 pts) e 4.o=13.o lugar (295 pts)
1.a: Alonso Correa (PER), Anthony Cornejo (ECU), Joshua Marcillo (ECU), Calixto Choez (ECU)
2.a: Maximiliano Saenz (ECU), Tomas Vergara (ECU), Alex Suarez (ECU), Andy Rivera (ECU)
3.a: Daniel Adisaka (BRA), Mario Coronel (ECU), Shadi Bayoumi (ECU), Samuel Joquinha (BRA)
4.a: Esnaider Parrales (ECU), Ramon Loor (ECU), Jonathan Zambrano (ECU), Jesus Mendonza (ECU)

PRIMEIRA FASE FEMININA – 1.a e 2.a=Quartas de Final / 3.a=9.o lugar (350 pts):
1.a: Dominic Barona (ECU), Brianna Barthelmess (PER), Marina Bortman (ECU)
2.a: Genesis Garcia (ECU), Julia Duarte (BRA), Mia Barrera (ECU)

QUARTAS DE FINAL – entrada das 4 cabeças de chave:
——–derrota=5.o lugar com US$ 250 e 500 pontos
1.a: Sophia Medina (BRA) x 2.a da 1.a bateria da 1.a fase
2.a: Kalea Gervasi (PER) x 1.a da 1.a bateria
3.a: Arena Rodriguez Vargas (PER) x 1.a da 2.a bateria
4.a: Melanie Giunta (PER) x 2.a da 2.a bateria

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias