26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024
26 C
Papeete
segunda-feira, 15 julho, 2024

Challenger Series de Portugal começa com a categoria feminina em Ericeira

Por Redação

O EDP Vissla Ericeira Pro foi iniciado com categoria feminina neste domingo (1) de ondas pequenas em Ribeira D´Ilhas. As brasileiras Laura Raupp e Sophia Medina passaram para a segunda fase, mas a peruana Sol Aguirre foi a única sul-americana a estrear com vitória na Reserva Mundial de Surf de Ericeira.

Esta etapa do Challenger Series em Portugal, é a última antes do Corona Saquarema Pro apresentando por Banco do Brasil fechar a lista dos 10 homens e 5 mulheres classificados para a elite do World Surf League (WSL) Championship Tour (CT) de 2024. A etapa brasileira será disputada entre os dias 14 e 21 de outubro na Praia de Itaúna, o Maracanã do Surf da Região dos Lagos do Rio de Janeiro.

Veja também
+ Uma, duas, três, quatro quilhas? Que tal sem nenhuma?
+ A WSL está de mudança. Mas será que é só de escritório?
+ Primeiro tubo surfado por um cão? Skyler e seu tutor dão show no Surf Ranch

O EDP Vissla Ericeira Pro tem prazo até o dia 8 para ser encerrado em Portugal. A previsão indica que as ondas estarão muito baixas na segunda-feira, então a próxima chamada foi marcada só para a terça-feira, as 7h00 em Ericeira, 3h00 da madrugada no fuso horário de Brasília. A expectativa é se o próximo dia será iniciado com a segunda fase feminina, quando estreiam as 16 cabeças de chave mais bem colocadas no ranking, ou se pela rodada inicial masculina. A competição é transmitida ao vivo pelo WorldSurfLeague.com.

A tricampeã sul-americana da WSL South America, Daniella Rosas, foi a primeira a estrear na etapa portuguesa do Challenger Series. A peruana competiu no segundo confronto do domingo e superou a portuguesa Yolanda Hopkins e a havaiana Pua DeSoto, na disputa pelo segundo lugar na vitória da sul-africana Natasha Van Greunen. Além da brasileira Luana Silva, que é uma as 16 cabeças de chave que vão estrear na segunda fase, Daniella Rosas é a única sul-americana que pode entrar no grupo das top-5 do ranking que se classifica para o CT nesta etapa. Mas, já necessita da vitória no EDP Vissla Ericeira Pro.

ericeira
O point break de direitas de Ribeira D´Ilhas em Ericeira, Portugal. Foto: @WSL / Damien Poullenot).

O próximo desafio da peruana será na bateria que vai abrir a segunda fase, encabeçada pela líder do ranking que por muitos anos fez parte da elite da World Surf League, a experiente Sally Fitzgibbons. As outras adversárias são a também australiana Kobie Enright e a espanhola Ariane Ochoa. Na quarta bateria do domingo, a brasileira Sophia Medina também avançou em segundo lugar, junto com a japonesa Nanaho Tsuzuki. As duas eliminaram outra portuguesa, Carolina Mendes, além da sul-africana Zoe Steyn.

“Estou feliz de ter passado a bateria. O mar estava difícil, as ondas demorando muito pra entrar, mas estou feliz por continuar tentando fazer o meu melhor aqui”, disse Sophia Medina, que ganhou mais uma chance de participar do Challenger Series como substituta de tops ausentes, como Silvana Lima. “Eu venho treinando bastante em casa, a prancha também está muito boa e acabou ajudando. Então, fico feliz por estar conseguindo evoluir”.

ericeira
Laura Raupp consegue classificação no último minuto. Foto: @WSL / Damien Poullenot.

No confronto seguinte, a peruana tetracampeã da categoria Pro Junior da WSL South America, Sol Aguirre, fez a melhor apresentação entre as cinco sul-americanas que competiram na primeira fase do EDP Vissla Ericeira Pro. Ela achou uma onda que abriu uma parede mais longa e fez uma série de manobras que valeram nota 7,00, a maior do dia até ali. Sol Aguirre conquistou a única vitória sul-americana no domingo, mas a também peruana Arena Rodriguez Vargas terminou em último. Na disputa pela segunda vaga, a francesa Pauline Ado ainda superou a costa-ricense Leilani McGonagle.

MELHOR DO DIA

Duas baterias depois, na penúltima do domingo, a brasileira Laura Raupp despachou duas japonesas na onda que surfou no último minuto. A portuguesa Francisca Veselko acabou fazendo os recordes do EDP Vissla Ericeira Pro neste confronto, nota 8,50 e 13,40 pontos. Já Laura Raupp conseguiu um 6,33 na última onda e totalizou 10,50 pontos, contra 9,13 da Minami Nonaka e 5,93 da também japonesa Amuro Tsuzuki.

“Com certeza, foi uma bateria muito difícil e o mar tá superdifícil também, com ondas pequenas e muito demoradas”, destacou Laura Raupp. “No final, eu precisava de um 4,90, então sabia que precisava de uma onda da série pra virar. Eu tava com a prioridade (de escolher a próxima onda), então esperei até o finalzinho e veio uma última série. Consegui surfar a onda toda sem cair e comemorei quando finalizei. Até agora não sei qual é a nota, mas estou superfeliz de ter avançado para a próxima fase”.

SEGUNDA FASE

Com a classificação em segundo lugar, Laura Raupp completou a última bateria da segunda fase, encabeçada pela número 3 do ranking, a norte-americana Sawyer Lindblad, e pela australiana Macy Callaghan, campeã do EDP Vissla Ericeira Pro no ano passado e que fez parte da elite do CT esse ano. A outra adversária é a norte-americana Zoe Benedetto, que também conseguiu uma nota 8,50, como a recordista absoluta, Francisca Veselko.

Esta rodada de estreia das cabeças de chave já vale classificação para as oitavas de final. A peruana Daniella Rosas vai disputar as duas primeiras vagas com a líder do ranking, Sally Fitzgibbons, a também australiana Kobie Enright e a espanhola Ariane Ochoa. A única cabeça de chave da América do Sul, Luana Silva, entra na segunda bateria com as sul-africanas Sarah Baum com quem divide a sétima posição no ranking e Natasha Van Greunen, além da espanhola Nadia Erostarbe.

Peruana Daniella Rosas foi a primeira sul-americana a estrear em Portugal. Foto: @WSL / Laurent Masurel.

Na disputa seguinte tem outra brasileira, Sophia Medina, com as australianas Bronte Macaulay que defende a última posição entre as top-5 que se classificam para o CT e Zahli Kelly, com a francesa Tessa Thyssen completando esta terceira bateria. E a peruana Sol Aguirre está na quinta bateria, com a vice-líder do ranking, Isabella Nichols, a também australiana Sophie McCulloch e a havaiana Zoe McDougall.

CATEGORIA MASCULINA

Entre os 80 participantes da categoria masculina, 16 são da América do Sul. Os brasileiros Leo Casal, Rafael Teixeira, Ryan Kainalo e o único representante do Chile, Guillermo Satt, entram na primeira fase. Outros dez brasileiros e os peruanos Miguel Tudela e Lucca Mesinas, fazem parte da lista dos 48 cabeças de chave que estrearão nas 16 baterias da segunda fase do EDP Vissla Ericeira Pro.

A novidade é Miguel Pupo, que voltou a competir na etapa do Circuito Banco do Brasil de Surfe realizada onde moram seus pais e o irmão, Samuel Pupo, a Praia de Maresias, em São Sebastião (SP). Miguel está escalado na primeira bateria, com outro ex-top da elite do CT, Deivid Silva. Na segunda tem mais um, Jadson André, que saiu no corte do meio da temporada esse ano, junto com o atual campeão sul-americano, Miguel Tudela.

O outro peruano, Lucca Mesinas, é um dos cabeças de chave da oitava bateria, que também tem o italiano Leonardo Fioravanti, campeão do EDP Vissla Ericeira Pro no ano passado. Depois tem mais duas baterias com dois cabeças de chave do Brasil, a décima com Michael Rodrigues e Ian Gouveia e a 12.a com Mateus Herdy e Lucas Silveira. Na 11.a está Edgard Groggia, na 14.a o único sul-americano entre os top-10 que se classificam para o CT, Samuel Pupo, além de Alejo Muniz fechando a segunda fase.

Peruana Sol Aguirre fez a melhor apresentação sul-americana no domingo. Foto: @WSL / Damien Poullenot.

RESULTADOS DO DOMINGO NO EDP VISSLA ERICEIRA PRO:

PRIMEIRA FASE – 3.a=33.o lugar (US$ 1.500 e 700 pts) e 4.a=41.o lugar (US$ 1.250 e 650 pts):
1.a: 1-Kobie Enright (AUS), 2-Nadia Erostarbe (ESP), 3-Ella McCaffray (EUA), 4-Janire Gonzalez Etxabarri (ESP)
2.a: 1-Natasha Van Greunen (AFR), 2-Daniella Rosas (PER), 3-Yolanda Hopkins (PRT), 4-Pua DeSoto (HAV)
3.a: 1-Tessa Thyssen (FRA), 2-Nikki Van Dijk (AUS), 3-Sara Wakita (JPN), 4-Nyxie Ryan (AUS)
4.a: 1-Nanaho Tsuzuki (JPN), 2-Sophia Medina (BRA), 3-Zoe Steyn (AFR), 4-Carolina Mendes (PRT)
5.a: 1-Sol Aguirre (PER), 2-Pauline Ado (FRA), 3-Leilani McGonagle (CRC), 4-Arena Rodriguez Vargas (PER)
6.a: 1-Anon Matsuoka (JPN), 2-Zoe McDougall (HAV), 3-Jessie Van Niekerk (AFR), 4-Kirra Pinkerton (EUA)
7.a: 1-Francisca Veselko (PRT), 2-Laura Raupp (BRA), 3-Minami Nonaka (JPN), 4-Amuro Tsuzuki (JPN)
8.a: 1-Zoe Benedetto (EUA), 2-Erin Brooks (CAN), 3-Nora Liotta (HAV), 4-Eweleiula Wong (HAV)

PRÓXIMAS BATERIAS DO EDP VISSLA ERICEIRA PRO EM PORTUGAL:

SEGUNDA FASE – entrada das 16 cabeças de chave – 1.a e 2.a=Oitavas de Final:
——3.a=17.o lugar (US$ 2.100 e 1.900 pts) e 4.a=25.o lugar (US$ 2.000 e 1.700 pts)
1.a: Sally Fitzgibbons (AUS), Ariane Ochoa (ESP), Kobie Enright (AUS), Daniella Rosas (PER)
2.a: Sarah Baum (AFR), Luana Silva (BRA), Natasha Van Greunen (AFR), Nadia Erostarbe (ESP)
3.a: Bronte Macaulay (AUS), Zahli Kelly (AUS), Tessa Thyssen (FRA), Sophia Medina (BRA)
4.a: India Robinson (AUS), Bella Kenworthy (EUA), Nanaho Tsuzuki (JPN), Nikki Van Dijk (AUS)
5.a: Isabella Nichols (AUS), Sophie McCulloch (AUS), Sol Aguirre (PER), Zoe McDougall (HAV)
6.a: Alyssa Spencer (EUA), Ellie Harrison (AUS), Anon Matsuoka (JPN), Pauline Ado (FRA)
7.a: Vahine Fierro (FRA), Teresa Bonvalot (PRT), Francisca Veselko (PRT), Erin Brooks (CAN)
8.a: Sawyer Lindblad (EUA), Macy Callaghan (AUS), Zoe Benedetto (EUA), Laura Raupp (BRA)

PRIMEIRA FASE – 3.o=65.o lugar (US$ 1.100 e 300 pts) e 4.o=73.o lugar (US$ 1.000 e 250 pts):
1.a: Te Kehukehu Butler (NZL), Brodi Sale (HAV), Connor Slijpen (AFR), Tenshi Iwami (JPN)
2.a: Hiroto Ohhara (JPN), Keanu Asing (HAV), Gatien Delahaye (FRA), Adur Amatriain (ESP)
3.a: Kalani Ball (AUS), Jordan Lawler (AUS), Tiago Carrique (FRA), Kai Paula (ALE)
4.a: Leo Casal (BRA), Kian Martin (SUE), Joshua Moniz (HAV), Henrique Pyrrait (PRT)
5.a: Rafael Teixeira (BRA), Joshua Burke (BRB), Guillermo Satt (CHL), Martim Nunes (PRT)
6.a: Taj Lindblad (EUA), Shion Crawford (HAV), Ryan Kainalo (BRA), Daiki Tanaka (JPN)
7.a: Daniel Emslie (AFR), Billy Stairmand (NZL), John Mark Tokong (FIL), Joaquim Chaves (PRT)
8.a: Jarvis Earle (AUS), Sheldon Simkus (AUS), Jabe Swierkocki (EUA), Joh Azuchi (JPN)

SEGUNDA FASE – entrada dos 48 cabeças de chave – 1.o e 2.a=Terceira Fase:
——3.o=33.o lugar (US$ 1.500 e 700 pts) e 4.o=49.o lugar (US$ 1.250 e 600 pts)
1.a: Miguel Pupo (BRA), Deivid Silva (BRA), Dylan Moffat (AUS), 1.o da 1.a da 1.a fase
2.a: Jackson Baker (AUS), Jadson André (BRA), Miguel Tudela (PER), 2.o da 1.a
3.a: Morgan Cibilic (AUS), George Pittar (AUS), Luke Thompson (AFR), 1.o da 2.a
4.a: Cole Houshmand (EUA), Jorgann Couzinet (FRA), Marc Lacomare (FRA), 2.o da 2.a
5.a: Eli Hanneman (HAV), Reef Heazlewood (AUS), Eithan Osborne (EUA), 1.o da 3.a
6.a: Frederico Morais (PRT), Mikey McDonagh (AUS), Justin Becret (FRA), 2.o da 3.a
7.a: Joan Duru (FRA), Nolan Rapoza (EUA), Dimitri Poulos (EUA), 1.o da 4.a
8.a: Leonardo Fioravanti (ITA), Timothe Bisso (FRA), Lucca Mesinas (PER), 2.o da 4.a
9.a: Kanoa Igarashi (JPN), Adin Masencamp (AFR), Jackson Bunch (HAV), 1.o da 5.a
10: Jett Schilling (EUA), Michael Rodrigues (BRA), Ian Gouveia (BRA), 2.o da 5.a
11: Crosby Colapinto (EUA), Kauli Vaast (FRA), Edgard Groggia (BRA), 1.o da 6.a
12: Imaikalani deVault (HAV), Mateus Herdy (BRA), Lucas Silveira (BRA), 2.o da 6.a
13: Jacob Willcox (AUS), Joel Vaughan (AUS), Maxime Huscenot (FRA), 1.o da 7.a
14: Samuel Pupo (BRA), Marco Mignot (FRA), Carlos Munoz (CRC), 2.o da 7.a
15: Kade Matson (EUA), Jake Marshall (EUA), Alister Reginato (AUS), 1.o da 8.a
16: Matthew McGillivray (AFR), Alejo Muniz (BRA), Nat Young (EUA), 2.o da 8.a

RANKINGS DO WSL CHALLENGER SERIES 2023:

TOP-10 DA CATEGORIA MASCULINA – 4 etapas:
1.o- Cole Houshmand (EUA) – 24.020 pontos
2.o- Jacob Willcox (AUS) – 20.610
3.o- Crosby Colapinto (EUA) – 16.285
4.o- Eli Hanneman (HAV) – 15.320
5.o- Frederico Morais (PRT) – 14.945
6.o- Imaikalani deVault (HAV) – 14.520
7.o- Samuel Pupo (BRA) – 13.100
8.o- Morgan Cibilic (AUS) – 13.085
9.o- Jackson Baker (AUS) – 12.805
10.o- Kade Matson (EUA) – 12.130
——–outros sul-americanos:
14: Michael Rodrigues (BRA) – 10.665 pontos
15: Jadson André (BRA) – 10.465
19: Mateus Herdy (BRA) – 9.245
25: Deivid Silva (BRA) – 7.520
26: Alejo Muniz (BRA) – 6.845
28: Lucca Mesinas (PER) – 6.420
34: Edgard Groggia (BRA) – 5.420
38: Lucas Silveira (BRA) – 5.000
42: Miguel Tudela (PER) – 4.700
45: Ian Gouveia (BRA) – 4.550
48: Leo Casal (BRA) – 4.250
49: Rafael Teixeira (BRA) – 4.200
56: João Chianca (BRA) – 3.320
72: Guillermo Satt (CHL) – 1.500
75: Ryan Kainalo (BRA) – 1.400
85: Krystian Kymerson (BRA) – 700
89: Caio Ibelli (BRA) – 600

TOP-5 DA CATEGORIA FEMININA – 4 etapas:
1.a- Sally Fitzgibbons (AUS) – 26.430 pontos
2.a- Isabella Nichols (AUS) – 22.725
3.a- Sawyer Lindblad (EUA) – 21.600
4.a- India Robinson (AUS) – 19.405
5.a- Bronte Macaulay (AUS) – 16.920
——–sul-americanas no ranking:
7.a: Luana Silva (BRA) – 14.710 pontos
24: Daniella Rosas (PER) – 7.745
31: Sol Aguirre (PER) – 6.200
37: Sophia Medina (BRA) – 4.300
38: Silvana Lima (BRA) – 4.100
45: Laura Raupp (BRA) – 3.320
50: Dominic Barona (EQU) – 1.950

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias