Desastre ambiental na Austrália soma ainda mais de 1.200 casas destruídas e milhões de hectares queimados pelo fogo. Número deve aumentar nos próximos dias

Por Redação HC

A Austrália arde em chamas no que pode ser a pior temporada de incêndios florestais da história do país continental, resultado da junção de temperaturas recorde e meses consecutivos de seca extrema. E segundo as autoridades locais, o pior está para acontecer.

Entre números chocantes do desastre ambiental, 25 pessoas perderam as suas vidas nos incêndios que já destruíram mais de 1.200 casas. Além disso, ambientalistas estimam que, nas áreas até então preservadas, cerca de 500 milhões de animais morreram nos incontáveis hectares literalmente queimados.

Incêndios assolam a Austrália no começo de 2020

Ambientalistas estimam que meio bilhão de mamíferos, aves e répteis tenham morrido devido aos incêndios na Austrália (reprodução/AP Images)

O estado de Nova Gales do Sul, na costa leste da Austrália, tem sido um dos mais afetadas pelos incêndios, causando uma situação de caos — e o pior ainda está por vir.

Segundo Shane Fitzsimmons, oficial do corpo de Bombeiros de Novas Gales do sul, as condições “voláteis” podem intensificar ainda mais os incêndios na região.

Nesta segunda-feira (6) uma chuva de baixa proporção trouxe certo alívio a partes da Austrália e as temperaturas caíram um pouco, mas nada que animasse as autoridades, que estão evacuando as casas e intensificando os esforços ao combate aos incêndios.

Durante o fim de semana, os incêndios ficaram fora de controle em muitos locais da costa leste australiana, impulsionados por altas temperaturas e fortes ventos, deixando milhares de casas sem eletricidade e abastecimento de água básica.

Incêndios na Austrália

Incêndios na Austrália ainda devem se agravar com a chegada de mais uma onda de calor (reprodução/Governo do Estado de Victoria)

O primeiro-ministro da Austrália, Scott Morrison, advertiu que os incêndios podem continuar ardendo por meses, e as doações aumentaram nos últimos dias com engajamento de artistas e personalidades de todas as esferas.

A Austrália é dos países polos do surfe no mundo, com enorme tradição no esportiva, muitos adeptos e vários notáveis campeões do esporte. A comunidade esportiva também tem se manifestado em solidariedade aos acontecimentos.

Veja também: 
Praia de Itamambuca, em Ubatuba, pode se tornar Reserva Mundial de Surf