26 C
Papeete
segunda-feira, 27 maio, 2024
26 C
Papeete
segunda-feira, 27 maio, 2024

Ataques de tubarão podem ser uma boa notícia?

O feriado era o maior do ano nos Estados Unidos, celebrando a independência do país. Por ser temporada de verão, as praias do estado de Nova York, próximas à metrópole de mesmo nome, estavam lotadas de gente festejando. O que ninguém esperava era um cardume de convidados inesperados.

A súbita aproximação da costa de um grupo estimado de 50 tubarões resultou numa série de ataques a banhistas, causando uma onda de pânico na área. Umas das vitimas foi o surfista de 15 anos de idade Peter Banculli, atingido por mordidas no calcanhar e dedos do pé esquerdo na praia de Kismet, em Fire Island.

+ Ciclone coloca comunidade do surf em alerta neste fim de semana

Segundo George Goreman, diretor dos Parques Estaduais de Nova York, o que deve ter ocorrido foi que os tubarões em questão, que ele presume serem da espécie Carcharias Taurus, ou tubarão-touro, tendem a confundir movimentos de água sendo deslocada por seres humanos, com os de peixes que fazem parte de seu cardápio diário.

Duas boas notícias foram veiculadas após a assustadora série de incidentes. A primeira dando conta de que ninguém ficou seriamente ferido. Inclusive o jovem sufista de Fire Island foi entrevistado por uma emissora local afirmando que logo estaria de volta ao mar, “destruindo as ondas”.

+ WSL divulga baterias da etapa de Jeffrey’s Bay

A segunda notícia, comemorava a presença massiva dos tubarões como um sinal de recuperação do meio ambiente marinho local, após políticas conservacionistas terem sido tomadas. Bradley Peterson, professor associado da Escola de Ciências marinhas e Atmosféricas da Universidade Stony Brook, chegou a afirmar que considera esse aumento de contato uma “história de sucesso”.

Talvez haja um certo exagero nesse tipo de comemoração. Ou seja, que bom que a água está mais limpa e os tubarões estão de volta. Mas que tal não atacar humanos? Como, é claro, não é possível nenhum tipo de comunicação com os dentuços, seria importante implementar um serviço que ao menos alertasse quando a aproximação de tubarões estivesse em curso. Foi inclusive reportado que um drone teria filmado o cardume nadando em direção à costa.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias