26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024
26 C
Papeete
quinta-feira, 23 maio, 2024

Após petição de surfistas do CT, WSL flexibiliza participação no CS

Em maio passado os surfistas do Championship Tour – CT  enviaram à WSL uma petição pedindo algumas mudanças no Tour de 2022, entre elas, o fim do corte do meio do ano (Mid Season Cut).

O pedido, contudo, foi negado pela WSL, porém, outra solicitação da petição foi atendida: a obrigatoriedade de participação em múltiplas etapas do Challenger Series – CS.

Obrigar os surfistas do CT a competir também em eventos de CS está resultando em ‘congestionamento de eventos’ para muitos atletas, que precisam participar de eventos consecutivos de CT e CS, algo que potencialmente pode afetar negativamente sua preparação para os eventos restantes do CT”, diz parte do texto da petição.

Veja também:

+ Surf na Pororoca: empresa lança roteiro turístico

+ Laje de Ubatuba desperta no domingo de Páscoa [VÍDEO]

Miguel Tudela e Sol Aguirre vencem QS 1000 em Galápagos

No domingo, a WSL notificou os surfistas do CT que permaneceram no Tour após o corte de meio de ano que agora só precisarão surfar em um evento de CS pelo resto desta temporada.

De acordo com o e-mail enviado pela entidade, os surfistas do CT estão dispensados da obrigatoriedade de competir em mais de um evento do CS nessa temporda, no entanto, este evento deverá ser um dos sete primeiros deste ano.

No entanto, Haleiwa não contará para atender ao requisito, pois será realizada com um número reduzido de inscritos, segundo aponta a WSL.

A primeira etapa do CS deste ano, o Gold Coast Pro, em Snapper Rocks, atualmente tem 39 surfistas que começaram esta temporada no CT. Quase metade deles estará em turnê na segunda metade da temporada.

Quando este evento terminar, os participantes não terão obrigação de surfar nos eventos de CS pelo resto deste ano, embora possam participar em quantos desejarem.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias