Acidente aconteceu em Manly Beach, Sidney. Radiografia revelou o pedaço do bico de uma prancha enfiado no crânio do surfista de 45 anos

Por Redação HC

Um surfista de 45 de Sidney, Austrália, que preferiu não se identificar, passou por um acidente no mínimo assustador durante uma sessão de surf em Manly Beach. Depois de mergulhar para passar por baixo de uma onda, ele sentiu uma pancada na cabeça, mas não entendeu o que tinha acontecido. Ao emergir, ele passou a mão em sua cabeça e sentiu algo áspero.

Ao sair do mar, sangrando, foi levado por uma ambulância às pressas para o hospital, onde exames mostraram que ele estava sofrendo uma hemorragia cerebral. O motivo da hemorragia estava demonstrado na radiografia: um pedaço do bico de uma prancha havia perfurado seu crânio, e era o objeto áspero que ele estava sentindo. O surfista precisou ser submetido a uma cirurgia às pressas.

Veja também: Tubarões podem ficar mais inteligentes – e mortíferos – com o aquecimento global

“Em um primeiro momento achei que não era nada demais, que só precisava limpar e suturar a ferida e ficaria tudo bem”

“Durante um surf matinal, estava remando de volta para o outside e prestes a dar um joelhinho em uma espuma quando vi um outro surfista caindo da prancha, mais ou menos uns 10 a 15 metros na minha frente”, conta.

“Por essa distância, não achei que havia muito perigo, mas conforme estava subindo do joelhinho, senti um impacto forte no topo da minha cabeça, do lado direito”, contina.

“Fiquei meio abalado, mas em um primeiro momento achei que não era nada demais, que só precisava limpar e suturar a ferida e ficaria tudo bem. Quando me levaram para a sala de ressuscitação e colocar um tubo para injetar remédios direto nas minhas veias, percebi que estava em apuros”, disse ele a uma reportagem do BMJ Case Reports, um site que reúne diversos casos clínicos para fins médicos.

Ele precisou passar por uma craniotomia, tipo de cirurgia em que um pedaço do crânio do paciente é retirado para que os médicos possam acessar seu cérebro. Um pedaço de 3x3cm de seu crânio que estava danificado foi retirado, junto com o pedaço de prancha, e substituído por uma pequena placa de titânio.

A cirurgia foi um sucesso e ele poderá voltar a surfar em breve. Mas, segundo os médicos, ele teve sorte, e o resultado poderia ter sido muito pior. Por isso, a próxima queda já vai vir com algumas precauções. “Preciso esperar três meses e então vou dar uma nova chance [ao surf]. Mas estarei usando um capacete dessa vez”.

Imagem: BMJ Case Report/reprodução