Documentário Chasing the Shot, da Red Bull, mostra a saga do surfista-fotógrafo Leroy Bellet em busca da foto de surfe perfeita — algo que ele chegou muito próximo de conseguir

Por Fernando Guimarães

Leroy Bellet e a Red Bull publicaram, há algumas semanas, o que alguns rapidamente começaram a chamar de uma das melhores — se não a melhor — foto de surfe da história. Michel Bourez, de braços abertos dentro de um imenso salão, vê o teto de uma bomba em Teahupoo arremessar-se à sua frente, com as montanhas taitianas iluminadas por um sol baixo, ao fundo, e um gradiente do azul marinho ao verde água colorindo a parede intransponível à esquerda.

Bellet tem 20 anos, tinha 18 quando tirou essa foto. Como ele o fez? Em pé, com a câmera fixada em um capacete, mais deep que Michel, em posição de aguardar uma obrigatória e inevitável vaca (nem mesmo Bourez saiu do tubo) em nome de uma bela imagem.

Ele saiu vivo e sem lesão, e a foto é hoje famosa em todo o mundo. Curiosidade: ele nunca tinha surfado Teahupoo antes da sessão em que fez a foto.

O documentário Chasing the Shot, da Red Bull, narra a busca do jovem australiano pela foto de surfe perfeita. Uma busca que, talvez, ele já tenha concluído. Assista:

Veja Também:
• Surfe bizarro e opiniões fortes: assista ao novo curta de Albee Layer
• Dez brasileiros estão no 3º round do Rip Curl Pro Bells Beach
• Opinião: “Dane Reynolds arruinou uma geração de surfistas competidores dos EUA”