28 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024
28 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024

Yago Dora também é titular da seleção brasileira da WSL no CT 2023

O catarinense Yago Dora também está confirmado entre os top-34 que vão competir na temporada 2023 do World Surf League Championship Tour. Corrigindo uma informação passada na notícia final do Haleiwa Challenger, enviada ontem (sexta-feira), a nova seleção brasileira da WSL no CT 2023 terá 11 titulares e não 10 e 1 reserva, com Yago sendo o primeiro alternate para substituir qualquer ausência de tops.

+ Ramzi Boukhiam é o 1ª surfista marroquino na elite do surf mundial

+ Aos 68 anos, Ricardo Bocão surfa onda histórica em Nazaré

+ Janela fechada para o CBSurf Big Wave 2022

Na verdade, Yago Dora e o tricampeão mundial Gabriel Medina, receberam os 2 convites (wildcards) da WSL que completam os top-34 da elite masculina, pois ambos estavam em tratamento médico na primeira metade da temporada 2022 e não competiram. Outros sete surfistas do Brasil confirmaram suas permanências no corte da elite para a segunda metade do CT 2022 e dois se classificaram pelo ranking do Challenger Series.

Então, a nova seleção brasileira tem 11 titulares para disputar o World Surf League Championship Tour 2023. Filipe Toledo, Italo Ferreira, Miguel Pupo, Caio Ibelli, Samuel Pupo e Jadson André, ficaram entre os 22 primeiros do ranking que confirmaram suas vagas na primeira metade do CT 2022 e Tatiana Weston-Webb se garantiu entre as top-10.

A WSL sempre reserva duas vagas de convidados para completar o grupo dos top-34 da categoria masculina, que ficaram para Gabriel Medina e Yago Dora. O time foi completado com a classificação de Michael Rodrigues e João Chianca pelo Challenger Series. Com isso, a seleção brasileira terá 11 titulares no CT 2023, como no início da temporada 2022. Chumbinho recuperou a vaga perdida no corte da elite e Michael entra no lugar do Deivid Silva.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias