26 C
Papeete
segunda-feira, 27 maio, 2024
26 C
Papeete
segunda-feira, 27 maio, 2024

Yago Dora brilha com nota 10 e conquista título do Rio Pro em Saquarema

Oitava etapa do Circuito Mundial de Surfe da WSL, o Oi Rio Pro, teve sua final masculina realizada neste sábado (01/07) e contou com um público entusiasmado que lotou as areias da praia. O brasileiro Yago Dora sagrou-se campeão em Saquarema após uma impressionante performance, alcançando uma nota máxima de 10 pontos e um somatório de 14.83 contra os 10.83 obtidos pelo australiano Ethan Ewing. Essa foi a primeira participação do brasileiro em final de etapa da elite do surfe – e que já rendeu o título.

Leia mais:

+ Erik Logan deixa o cargo de CEO da WSL

+ ISA reconhece erro e aplica “gancho” a Erin Brooks

+ Yago Dora: “Essa temporada promete muito”

“Não consigo nem acreditar em tudo que aconteceu. Essa semana foi muito especial, mesmo nos dias flats. Saquarema, depois de Floripa, que é a minha casa, é o lugar que eu mais me sinto em casa. Eu só tenho a agradecer a toda a galera na areia e a todos os meus patrocinadores”, comemora o brasileiro, emocionado, na entrevista após a vitória.

A disputa na final masculina teve início com Ethan Ewing pegando uma onda um tanto espumada e sem grandes dimensões, o que lhe rendeu uma nota de 4.83. Em seguida, Yago Dora iniciou sua pontuação com uma onda sem pontos críticos marcantes, somando 4.10. Dora então pegou uma onda de menor porte e conseguiu 2.33.

Faltando 28 minutos para o término da bateria, Yago arriscou um aéreo, mas não conseguiu finalizá-lo com sucesso. Logo depois, Ewing aproveitou uma onda de menor tamanho e executou duas manobras, o que lhe rendeu 3.50 e garantiu a virada sobre Yago Dora, que necessitava apenas de 1.60 para retomar a liderança.

Sem prioridade, Ewing optou por uma onda agitada e mais cheia na tentativa de substituir sua segunda melhor nota, conseguindo uma pontuação de 3.67.

Faltando 21 minutos para o fim da bateria em Saquarema, Yago Dora usou sua prioridade para pegar uma direita com uma manobra bem executada, embora a onda tenha enchido posteriormente. Mesmo assim, a nota de 4.10 foi somada ao seu placar, o que lhe proporcionou a retomada da liderança em cima do australiano.

Alguns minutos depois, a torcida brasileira enlouqueceu nas areias com o auge da bateria, quando Yago Dora mostrou sua inspiração, alcançando a perfeição com uma nota 10 pontos em um impressionante aéreo de rotação completa, em que ele colocou uma mão na borda e pousou no flat da onda sem as mãos. Com essa nota, o australiano ficou em uma situação bastante desafiadora, precisando de 10.01 pontos para virar a bateria, ou seja, necessitando pegar duas ondas.

A poucos minutos do fim, Ewing pegou uma direita e realizou um nose pick, o que lhe rendeu 6 pontos. Apesar de sair da combinação, ele não conseguiu substituir sua segunda melhor nota e encerrou sua participação como vice-campeão.

Com essa vitória, Yago Dora conquistou a quinta posição no ranking do CT (Championship Tour) de 2023, consolidando seu desempenho impressionante nesta temporada.

Final feminina: Caitlin Simmers é campeã do Rio Pro

Foto: Thiago Diz/World Surf League

Na final feminina do Rio Pro, a norte-americana Caitlin Simmers enfrentou a australiana Tyler Wright. Com apenas 17 anos e em seu primeiro ano na elite mundial de surfe, Simmers já havia vencido a etapa de Peniche, em Portugal, e agora sagrou-se campeã também em Saquarema, alcançando um somatório de 14.66 contra os 9.80 pontos conquistados pela australiana. O destaque da performance de Simmers foi uma impressionante batida na junção, que lhe rendeu a maior nota da bateria, um 8.33.

Tyler Wright, que brigava pela lycra amarela, utilizada pela líder do ranking, manteve sua posição de segundo lugar. No entanto, graças ao somatório de pontos obtidos no ranking, a australiana já garantiu sua participação no WSL Finals.

Em breve, mais detalhes das finais do Rio Pro aqui na HARDCORE.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias