27 C
Papeete
quarta-feira, 24 julho, 2024
27 C
Papeete
quarta-feira, 24 julho, 2024

WSL Latin America: 2 eventos no Brasil encerram a temporada 2022/2023

O maior calendário da World Surf League (WSL) Latin America nos últimos anos, com 12 etapas do Qualifying Series (QS) realizadas em cinco países da América do Sul, será encerrado no início do mês de março. Dois eventos vão fechar a temporada 2022/2023, definindo os principais títulos sul-americanos e os 8 homens e 4 mulheres classificados para representar o continente no Challenger Series 2023, o único caminho para chegar na elite do World Surf League Championship Tour.

O próximo marca o retorno do Hang Loose Pro Contest apresentado pela Elétron Energy em Fernando de Noronha (PE), com uma etapa masculina do QS 5000 nos tubos da Cacimba do Padre. O evento de surfe mais antigo da América do Sul, não aconteceu em 2021 e 2022 por causa da pandemia e sua 37.a edição será disputada entre os dias 28 de fevereiro e 5 de março. Na semana seguinte, de 8 a 12 de março, acontece o terceiro LayBack Floripa Pro apresentado pela Billabong na Praia de Mole de Florianópolis (SC), com um evento combinado do QS 3000 masculino e feminino.

 + Surfista é gravemente ferido no braço após ser atingido por longboard

+ CBSurf faz 1º Surf Camp da Seleção Brasileira Junior

+ Brasileiros têm estreia perfeita no Hurley Pro Sunset Beach

O Hang Loose Pro Contest chegou no Arquipélago de Fernando de Noronha no ano 2000 e realizou mais 13 edições seguidas até 2012. Retornou em 2019 com vitória de Jadson André e em 2020 o campeão foi o marroquino Ramzi Boukhiam, que se classificou para elite do CT 2023 no ano passado. Já o LayBack Floripa Pro estreou na Praia Mole em 2021 e os últimos títulos em 2022, foram conquistados por Michael Rodrigues e a peruana Daniella Rosas.

A paradisíaca Cacimba do Padre com o Morro Dois Irmãos em Fernando de Noronha. Foto: WSL / Daniel Smorigo

Nós já estamos ansiosos pelos primeiros eventos deste ano, fechando uma temporada histórica na América do Sul. Vamos totalizar 12 etapas do QS, 3 da categoria Pro Junior, 2 do Longboard, sem contar a estreia do Challenger Series e o CT em Saquarema, com todos os eventos, tanto os nossos, como os licenciados, acontecendo com grande sucesso”, destaca o presidente da WSL Latin America, Ivan Martinho.

Trabalhamos bastante para apresentar um calendário consistente para nossos surfistas buscarem classificação para o Challenger Series e esperamos que eles consigam reforçar o pelotão sul-americano no CT do ano que vem”, continua Ivan Martinho. “Certamente, repetiremos o mesmo empenho para que a temporada 2023/2024 tenha ainda mais eventos nas principais ondas de todo o continente”.

A temporada 2022/2023 do Qualifying Series passou por cinco países na América do Sul, Brasil, Argentina, Chile, Peru e Equador. O calendário foi iniciado no já tradicional Rip Curl Pro Playa Grande em Mar del Plata, na Argentina. Na semana seguinte, aconteceu a primeira das três etapas do Circuito Banco do Brasil de Surfe, um dos eventos que estreou em 2022. Outros foram a Copa Sails of Change Galápagos no Equador, o LayBack Rio Pro na Prainha do Rio de Janeiro e o Punta Rocas Open Pro no Peru.

Assim como o Hang Loose Pro Contest apresentado pela Elétron Energy em Fernando de Noronha (PE), no ano passado também retornaram ao calendário as duas etapas do Chile, o Quiksilver/Roxy Iquique Pro com QS 3000 e Pro Junior e o Arica Pro Tour com um QS 5000 nos tubos de El Gringo. Ainda aconteceu em 2022, a segunda edição do maior campeonato do continente, o Saquarema Surf Festival, único com etapas do QS 5000, Pro Junior e Longboard, acontecendo na mesma semana no grande palco do surfe na América do Sul, a Praia de Itaúna.

Daniella Rosas campeã do único QS 5000 feminino, o Saquarema Surf Festival. Foto: WSL / Daniel Smorigo

CHALLENGER SERIES – A batalha pelas vagas para o Challenger Series foi travada em diversos tipos de ondas e quem mais impressionou foi o peruano Miguel Tudela. Ele lidera o ranking vencendo todas as cinco etapas que competiu. A série invicta começou na Copa Sails of Change Galápagos no Equador, prosseguiu nas duas etapas do Chile, no Quiksilver Iquique Pro e no Arica Pro Tour, depois ganhou também o Saquarema Surf Festival no Brasil e o Punta Rocas Open Pro em casa no Peru. Miguel Tudela já garantiu por antecipação o título sul-americano da WSL Latin America de 2022/2023 e sua vaga para o Challenger Series deste ano.

Ele lidera o ranking com 100% de aproveitamento nas quatro etapas computadas, totalizando 14.000 pontos, contra 6.248 do vice-líder, Ian Gouveia, que é seguido por mais dois brasileiros, Rafael Teixeira em terceiro lugar e Ryan Kainalo em quarto. Depois, tem o argentino na quinta posição, o chileno Guillermo Satt na sexta e na sétima está João Chianca, que já tem participação garantida no Challenger Series por ser top do CT 2023 e dispensa a vaga pelo ranking regional. Então, os brasileiros Heitor Mueller em oitavo lugar e Weslley Dantas em nono, estão completando a lista dos oito que se classificarão para o Challenger Series.

Miguel Tudela campeão do Saquarema Surf Festival e de todas as etapas que disputou. WSL / Daniel Smorigo

Na categoria feminina, a única brasileira que aparece na relação das quatro indicadas pelo ranking regional da WSL Latin America é a jovem catarinense Isabelle Nalu, que está fechando o grupo das top-4. A líder é a peruana Daniella Rosas, que venceu o único QS 5000 feminino do calendário, o Saquarema Surf Festival. A vice-líder é a equatoriana Dominic Barona e outra peruana está em terceiro lugar, Sol Aguirre. Para as mulheres, só tem mais uma etapa para definir as quatro quem vão disputar o Challenger Series 2023, o LayBack Floripa Pro de 3.000 pontos na Praia Mole. Já para os homens, tem essa e o QS 5000 Hang Loose Pro Contest.

ÚLTIMAS ETAPAS DA TEMPORADA 2022/2023:
11.a: Fev 28-05: QS 5000 Hang Loose Pro Contest na Cacimba do Padre, Fernando de Noronha (PE)
12.a: Mar 08-12: QS 3000 LayBack Floripa Pro na Praia Mole, Florianópolis (SC)

ETAPAS DA WSL LATIN AMERICA EM 2022:
1.a: Abr 13-16: Rip Curl Pro Playa Grande em Mar del Plata, Argentina
—-campeões do QS 1000: Alejo Muniz (BRA) e Daniella Rosas (PER)
2.a: Abr 21-24: Circuito Banco do Brasil de Surfe na Praia da Ferrugem, Garopaba (SC)
—-campeões do QS 1000: Santiago Muniz (ARG) e Tainá Hinckel (BRA)
3.a: Mai 04-08: Copa Sails of Change Galapagos em Loberia, Galapagos, Equador
—-campeões do QS 1000: Miguel Tudela (PER) e Sol Aguirre (PER)
4.a: Mai 12-15: Circuito Banco do Brasil de Surfe na Praia de Stella Maris, Salvador (BA)
—-campeões do QS 1000: Heitor Mueller (BRA) e Silvana Lima (BRA)
5.a: Mai 17-22: Quiksilver & Roxy Iquique Pro em Playa Cavancha, Iquique, Chile
—-campeões do QS 3000: Miguel Tudela (PER) e Sol Aguirre (PER)
—-campeões do Pro Junior: Heitor Mueller (BRA) e Sol Aguirre (PER)
6.a: Jun 15-19: LayBack Pro Rio na Prainha, Rio de Janeiro (RJ)
—-campeões do QS 1000: João Chianca (BRA) e Summer Macedo (BRA)
7.a: Ago 15-21: Maui and Sons Arica Pro Tour em El Gringo, Arica, Chile
—-campeão do QS 5000: Miguel Tudela (PER)
8.a: Ago 25-28: Circuito Banco do Brasil de Surfe na Praia de Itamambuca, Ubatuba (SP)
—-campeões do QS 1000: Alejo Muniz (BRA) e Silvana Lima (BRA)
9.a: Out 17-23: Saquarema Surf Festival na Praia de Itaúna, Saquarema (RJ)
—-campeões do QS 5000: Miguel Tudela (PER) e Daniella Rosas (PER)
—-campeões do Pro Junior: Cauã Costa (BRA) e Laura Raupp (BRA)
—-campeões do Longboard: Rodrigo Sphaier (BRA) e Chloé Calmon (BRA)
Challenger Series: Nov 01-08: Corona Saquarema Pro apresentado pelo Banco do Brasil
—-campeões na Praia de Itaúna: Gabriel Medina (BRA) e Alyssa Spencer (EUA)
10.a: Nov 15-20: Punta Rocas Open Pro em Punta Rocas, Punta Negra – Peru
—-campeões do QS 1000: Miguel Tudela (PER) e Laura Raupp (BRA)
—-campeões do Pro Junior: Ryan Kainalo (BRA) e Daniella Rosas (PER)
—-campeões do Longboard: Piccolo Clemente (PER) e Chloé Calmon (BRA)

RANKINGS REGIONAIS DE 2022/2023 DA WSL LATIN AMERICA

TOP-10 DO RANKING MASCULINO – 10 etapas:
01: Miguel Tudela (PER) – 14.000 pontos
02: Ian Gouveia (BRA) – 6.248
03: Rafael Teixeira (BRA) – 5.763
04: Ryan Kainalo (BRA) – 5.507
05: José Gundesen (ARG) – 5.380
06: Guillermo Satt (CHL) – 5.040
07: João Chianca (BRA) – 4.900
08: Heitor Mueller (BRA) – 4.727
09: Weslley Dantas (BRA) – 4.673
10: Edgard Groggia (BRA) – 4.342

TOP-10 DO RANKING FEMININO – 9 etapas:
01: Daniella Rosas (PER) – 7.600 pontos
02: Dominic Barona (EQU) – 6.167
03: Sol Aguirre (PER) – 6.075
04: Isabelle Nalu (BRA) – 5.407
05: Melanie Giunta (PER) – 4.855
06: Arena Rodriguez Vargas (PER) – 4.660
07: Silvana Lima (BRA) – 4.371
08: Sophia Medina (BRA) – 4.242
09: Genesis Garcia (EQU) – 4.013
10: Summer Macedo (BRA) – 3.632

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias