30 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024
30 C
Papeete
terça-feira, 21 maio, 2024

Brasileiros têm estreia perfeita no Hurley Pro Sunset Beach

O Hurley Pro Sunset Beach abriu a segunda etapa do World Surf League Championship Tour 2023 na segunda-feira, em altas ondas de 8-12 pés no Havaí. Oito surfistas da seleção brasileira competiram no primeiro dia e todos se classificaram. O campeão mundial Filipe Toledo foi o único que estreou com vitória, mas outros cinco passaram em segundo lugar nas suas baterias, assim como as duas únicas brasileiras. O dia terminou na oitava bateria da primeira fase masculina e a nona ficou para abrir a terça-feira. A primeira chamada será às 7h45 no Havaí, 14h45 no Brasil.

O Hurley Pro Sunset Beach foi iniciado pela categoria feminina, com Tatiana Weston-Webb passando direto para as oitavas de final no primeiro confronto do dia. Ela mandou a portuguesa Teresa Bonvalot para a repescagem na bateria vencida pela australiana Molly Picklum. A outra participante do Brasil, Luana Silva, também avançou em segundo lugar, surfando boas ondas para fazer o segundo maior placar da primeira fase, 10,94 pontos. Essa marca só não superou os 11,50 da pentacampeã mundial, Carissa Moore, que venceu essa bateria. As duas voltarão a se enfrentar num duelo direto nas oitavas de final.

+ Surfista é gravemente ferido no braço após ser atingido por longboard

+ CBSurf faz 1º Surf Camp da Seleção Brasileira Junior

+ Jadson André está fora da temporada 2023

A rodada inicial masculina também começou com um surfista da seleção brasileira se classificando em segundo lugar. Michael Rodrigues surfou bem e liderou boa parte da bateria. Até o japonês Kanoa Igarashi achar uma boa onda para mostrar o surfe que o levou até a final em Sunset Beach no ano passado. A nota 8,17 recebida, garantiu a vitória por 13,64 a 11,47 pontos do brasileiro, com o sul-africano Matthew McGillivray indo para a repescagem.

Hurley Pro Sunset Beach
Luana Silva surfou bem, mas terá que encarar a pentacampeã mundial de novo. WSL / Tony Heff

A segunda bateria reuniu dois surfistas que se enfrentaram na semifinal do Hurley Pro Sunset Beach 2022 e o defensor do título, Barron Mamiya, voltou a derrotar Caio Ibelli, desta vez por uma pequena diferença de 10,17 a 9,73 pontos. Em último ficou o também havaiano Ezekiel Lau, que já conquistou quatro vitórias em etapas do WSL Qualifying Series nas direitas de Sunset Beach. Ele terá outra chance de classificação na repescagem.

SURPRESAS DO DIA – Nas baterias seguintes, aconteceram as grandes surpresas do dia. Na quarta, o campeão mundial de 2019, Italo Ferreira, também estreou contra dois havaianos e superou Keanu Asing. Só que Seth Moniz achou um belo tubo que valeu 8,33 e venceu o campeão olímpico por 12,13 a 10,53 pontos. Pior foi o australiano Jack Robinson, que vestia a lycra amarela de número 1 da World Surf League pela primeira vez, por ter vencido o Billabong Pro Pipeline na semana passada.

Hurley Pro Sunset Beach
Caio Ibelli avançou junto com o campeão do Hurley Pro Sunset Beach 2022. Foto: WSL / Tony Heff

Robbo terminou em último lugar na bateria e terá que disputar uma rodada extra em Sunset Beach. O resultado foi apertado, com o norte-americano Jake Marshall vencendo por 11,83 pontos e o havaiano Eli Hanneman também passando direto para a terceira fase com 11,07, contra 10,93 do australiano. Jack Robinson agora vai defender a liderança no ranking no primeiro confronto eliminatório do Hurley Pro Sunset Beach, abrindo a repescagem com o também australiano Jackson Baker e o havaiano Kai Lenny.

Hurley Pro Sunset Beach
Italo Ferreira perdeu para Seth Moniz, mas avançou em segundo lugar. Foto: WSL / Tony Heff

VITÓRIA BRASILEIRA – O campeão mundial de ondas gigantes, Kai Lenny, ficou em último lugar na primeira e única vitória da seleção brasileira na segunda-feira. O campeão mundial Filipe Toledo não começou bem, falhando nas primeiras ondas que pegou. O australiano Liam O´Brien largou na frente, com a nota 6,50 da sua segunda onda. Mas, o brasileiro também achou uma boa, para atacar forte os pontos mais críticos com bastante pressão e velocidade. Os juízes deram nota 8,00 e Filipe ainda surfou bem outra onda, para vencer por 13,00 pontos, contra 9,17 de Liam O´Brien e 6,90 de Kai Lenny.

“Quando entrei naquela onda, eu sabia que ia ser boa e consegui fazer as manobras que queria, para ganhar o 8,00. Depois, fiquei mais calmo e ainda surfei outra boa para avançar em primeiro lugar”, disse Filipe Toledo. “O Liam (O´Brien) e o Kai (Lenny) são surfistas excelentes, especialmente o Kai. Era para ele ter competido nesse evento no ano passado, mas não deu. Intimida um pouco enfrentar um cara que surfa ondas de 60 pés, então imagina o que pode fazer em Sunset com 6-8 pés. Eu só tentei focar na minha estratégia e estou feliz que deu certo”.

Filipe Toledo foi o único brasileiro a estrear com vitória na segunda-feira. Foto: WSL / Brent Bielmann

Na sequência, mais dois campeões mundiais estrearam com vitórias no Hurley Pro Sunset Beach, com dois brasileiros avançando junto com eles para a terceira fase. O maior surfista de todos os tempos, Kelly Slater, completou 51 anos de idade no sábado e venceu o penúltimo confronto do dia por 9,70 pontos. Na briga pela segunda vaga, Miguel Pupo superou o francês Maxime Huscenot, por uma pequena vantagem de 7,60 a 7,44 pontos.

MELHOR DO DIA – E para fechar a segunda-feira com chave de ouro, o havaiano John John Florence deu um show fazendo o maior placar do dia. O bicampeão mundial só pegou duas ondas e escolheu muito bem, porque abriram grandes paredes para ele atacar forte, com seu arsenal de manobras modernas e progressivas. O havaiano recebeu 8,33 na primeira e 7,50 na segunda, para totalizar 15,83 pontos. O brasileiro João Chianca, que fez suas melhores baterias em 2022 contra o John John, também achou uma onda boa para ganhar 7,47 e confirmar sua classificação, superando o australiano Jackson Baker por 13,64 a 9,83 pontos.

João Chianca na bateria que John John Florence fez o maior placar do dia. Foto: WSL / Brent Bielmann

Restaram quatro baterias para fechar a primeira fase do Hurley Pro Sunset Beach. Elas ficaram para abrir o próximo dia de boas ondas no Havaí. Três surfistas da seleção brasileira da WSL não competiram na segunda-feira. O estreante do ano em 2022, Samuel Pupo, está na próxima com o norte-americano Griffin Colapinto e o havaiano Ian Gentil. Na seguinte, tem Yago Dora contra o australiano Callum Robson e o indonésio Rio Waida. E o tricampeão mundial Gabriel Medina, fecha a primeira fase com os australianos Connor O´Leary e Ryan Callinan.

HIGHLIGHTS DO DIA

RESULTADOS DA SEGUNDA-FEIRA EM SUNSET BEACH:

PRIMEIRA FASE – 1.a e 2.a=Oitavas de Final / 3.a=Segunda Fase:
1.a: 1-Molly Picklum (AUS)=8.16, 2-Tatiana Weston-Webb (BRA)=6.67, 3-Teresa Bonvalot (PRT)=0.67
2.a: 1-Stephanie Gilmore (AUS)=10.10, 2-Zoe McDougall (HAV)=7.53, 3-Isabella Nichols (AUS)=4.73
3.a: 1-Carissa Moore (HAV)=11.50, 2-Luana Silva (BRA)=10.94, 3-Caroline Marks (EUA)=3.50
4.a: 1-Brisa Hennessy (CRC)=8.50, 2-Sally Fitzgibbons (AUS)=7.20, 3-Courtney Conlogue (EUA)=5.00
5.a: 1-Bettylou Sakura Johnson (HAV)=9.27, 2-Tyler Wright (AUS)=8.16, 3-Caitlin Simmers (EUA)=7.84
6.a: 1-Macy Callaghan (AUS)=9.67, 2-Lakey Peterson (EUA)=8.30, 3-Gabriela Bryan (HAV)=8.04

SEGUNDA FASE – 3.a=17.o lugar com US$ 11.610 e 1.045 pontos:
1.a: 1-Gabriela Bryan (HAV)=11.67, 2-Caroline Marks (EUA)=7.64, 3-Teresa Bonvalot (PRT)=0.77
2.a: 1-Isabella Nichols (AUS)=9.77, 2-Caitlin Simmers (EUA)=9.16, 3-Courtney Conlogue (EUA)=6.00

PRIMEIRA FASE – 1.o e 2.o=Terceira Fase e 3.o=Segunda Fase:
1.a: 1-Kanoa Igarashi (JPN)=13.64, 2-Michael Rodrigues (BRA)=11.47, 3-Matthew McGillivray (AFR)=9.67
2.a: 1-Barron Mamiya (HAV)=10.17, 2-Caio Ibelli (BRA)=9.73, 3-Ezekiel Lau (HAV)=5.40
3.a: 1-Ethan Ewing (AUS)=12.43, 2-Carlos Munoz (CRC)=8.30, 3-Nat Young (EUA)=7.77
4.a: 1-Seth Moniz (HAV)=12.13, 2-Italo Ferreira (BRA)=10.53, 3-Keanu Asing (HAV)=6.13
5.a: 1-Jake Marshall (EUA)=11.83, 2-Eli Hanneman (HAV)=11.07, 3-Jack Robinson (AUS)=10.93
6.a: 1-Filipe Toledo (BRA)=13.00, 2-Liam O´Brien (AUS)=9.17, 3-Kai Lenny (HAV)=6.90
7.a: 1-Kelly Slater (EUA)=9.70, 2-Miguel Pupo (BRA)=7.60, 3-Maxime Huscenot (FRA)=7.44
8.a: 1-John John Florence (HAV)=15.83, 2-João Chianca (BRA)=13.64, 3-Jackson Baker (AUS)=9.83

PRÓXIMAS BATERIAS DO HURLEY PRO SUNSET BEACH:

PRIMEIRA FASE – 1.o e 2.o=Terceira Fase e 3.o=Segunda Fase:
9.a: Griffin Colapinto (EUA), Samuel Pupo (BRA), Ian Gentil (HAV)
10: Callum Robson (AUS), Yago Dora (BRA), Rio Waida (IDN)
11: Jordy Smith (AFR), Leonardo Fioravanti (ITA), Kolohe Andino (EUA)
12: Gabriel Medina (BRA), Connor O´Leary (AUS), Ryan Callinan (AUS)

OITAVAS DE FINAL – 9.o lugar com US$ 13.500 e 2.610 pts:
1.a: Brisa Hennessy (CRC) x Sally Fitzgibbons (AUS)
2.a: Molly Picklum (AUS) x Isabella Nichols (AUS)
3.a: Stephanie Gilmore (AUS) x Zoe McDougall (HAV)
4.a: Tyler Wright (AUS) x Macy Callaghan (AUS)
5.a: Carissa Moore (HAV) x Luana Silva (BRA)
6.a: Lakey Peterson (EUA) x Gabriela Bryan (HAV)
7.a: Tatiana Weston-Webb (BRA) x Caitlin Simmers (EUA)
8.a: Bettylou Sakura Johnson (HAV) x Caroline Marks (EUA)

O Hurley Pro Sunset Beach é realizado com patrocínios da Hurley, YETI, 805 Beer, Red Bull, Shiseido, Craft 1861, Turtle Bay, True Surf, Sambazon, Spectrum, Pura Vida, Surfline e Surfshark. O prazo deste segundo desafio do World Surf League Championship Tour 2023 vai até o dia 23 de fevereiro e está sendo transmitido pelo WorldSurfLeague.com e pelo Aplicativo e canal da WSL no YouTube. No Brasil, todas as etapas também passam ao vivo nos Canais SporTV e no Globoplay.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias