Publicidade:

Publicidade:

Publicidade:

WSL dá o veredito: “Caio chegou antes. Não haverá re-surf”



Após análise de imagens, WSL reafirma prioridade para Caio Ibelli em momento anterior a interferência e nega recurso de Gabriel Medina

Por Fernando Guimarães

A WSL se pronunciou na manhã desta terça-feira (22) sobre o protesto de Gabriel Medina, pedindo para mandar de volta para a água a bateria de oitavas de final do Meo Rip Curl Pro entre ele e Caio Ibelli. Após análise da imagem por novos ângulos em vídeos sicronizados temporalmente, a direção de prova negou o recurso de Gabriel e reafirmou a chamada original de prioridade para Caio Ibelli no momento anterior ao lance da interferência cometida pelo bicampeão mundial.

“Caio chegou ao line-up primeiro na parte mais para baixo da praia, e por direito recebeu a prioridade”, explica o comunicado emitido pelos responsáveis pelos circuitos e competições da WSL.

Além de reafirmar que Caio chegou antes ao outside, a WSL ressalta que a prioridade foi anunciada pelos alto-falantes na praia.

Uma imagem sincronizada comparando a volta ao outside dos dois surfistas mostra que Caio parou de remar e sentou em sua prancha em um pico onde haviam ondas quebrando enquanto Gabriel ainda remava de volta. A remada de Caio em direção a Gabriel acontece após a prioridade já ter sido estabelecida para o guarujaense.

Confira abaixo o vídeo explicativo com novas imagens:

https://www.instagram.com/tv/B356eZ_IBN2/?igshid=ckq8a01k16pq

Decisão subjetiva, sinalização clara

Em uma praia com múltiplos picos quebrando distantes um do outro e sem a determinação de uma zona de drop principal, a determinação da prioridade em uma situação como essa vai ser subjetiva em boa parte dos casos.

Parar de remar e sentar na prancha “no meio do caminho” para mostrar aos juízes que chegou-se primeiro ao pico é um truque antigo, mas que segue muito atual — pois funciona, e esta não é a primeira vez no ano na elite mundial. Na verdade, acontece com uma frequência extraordinária.

Independente do que motiva a decisão da WSL de bancar o juiz de prioridade nesta situação, temos um fato: a sinalização da prioridade para Caio Ibelli na situação era claríssima, tanto visualmente quanto no anúncio feito pelos auto-falantes.

Para os fãs mais novos do esporte que porventura estiverem por aqui se questionando que diferença faz o autofalante na praia, bem, ele faz toda a diferença. É através dele que surfistas descobrem suas notas, quanto precisam, quanto tempo falta para acabar a bateria… Enfim, tudo. Em picos como J-Bay, Bells ou Margaret, que o vento pode ser forte e o line-up pode ficar muito longe da praia (e do palanque), é comum surfistas reclamarem que não ouviram direito suas notas. No beach-break de Peniche, em um dia de ondulação mínima com ondas quebrando na frente da praia, quase na areia, essa alegação não faria sentido.

Certa ou errada, a sinalização de prioridade era clara e Medina vencia a bateria com folga. Era sua responsabilidade olhar a sinalização e não deduzir que a prioridade era sua.

O Meo Rip Curl Pro Portugal segue paralisado nesta terça, conforme já havia sido adiantado no domingo. A próxima chamada é na madrugada desta quarta, às 4h no horário de Brasília.

Veja também:
Jadson sai em defesa de Ibelli: “me envergonha o que estão fazendo com ele”
Tati Weston-Webb carimba vaga para Tóquio 2020

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias

Derek Hynd e a ffffonte...

Um dos gurus do surf moderno lidera praticamente sozinho uma revolução em design que pode mudar a maneira como surfamos para sempre. Leia!

Alex Ribeiro treinando forte em...

Na semana em que embarca para as etapas do Tour mundial na Austrália, o...

Russell Bierke, um dos tube...

Depois de se consolidar no topo dos surfistas de ondas grandes que conquistaram a...

Kelly Slater, Kolohe Andino e...

Mesmo com as fronteiras fechadas para o turismo, alguns afortunados, como Kelly Slater, conseguiram...