26 C
Papeete
sábado, 20 julho, 2024
26 C
Papeete
sábado, 20 julho, 2024

WSL anuncia calendário da Challenger Series 2023

Nesta segunda-feira, 20, a Liga Mundial de Surf, WSL, divulgou a programação da Challenger Series de 2023, o campo de batalha definitivo para os surfistas mostrarem seus talentos pela chance de se classificar para a divisão de elite Championship Tour (CT) para 2024.

A Challenger Series 2023 começa após a conclusão da parada nº 5 no CT (o Western Australia Margaret River Pro), com dois eventos na Austrália: o Boost Mobile Gold Coast Pro e o GWM Sydney Surf Pro.

+ Lucas Silveira sobre a vitória em Noronha: “Talvez o troféu de mais peso” 

Os surfistas se reunirão novamente em julho em Ballito, África do Sul, seguido pelo US Open of Surfing apresentado por Pacifico, que retorna ao seu local programado regularmente no final de julho.

A Série termina em outubro com eventos em Portugal e no Brasil, após os quais os 10 primeiros classificados masculinos e as cinco primeiras classificadas femininas se qualificarão para se juntarem aos melhores surfistas do mundo no 2024 Championship Tour. Os competidores contarão seus quatro melhores resultados nas seis provas.

ERICEIRA, PORTUGAL. Foto: Damien Poullenot/World Surf League)

Programação da WSL Challenger Series 2023:

Boost Mobile Gold Coast Pro apresentado por GWM (Queensland, Austrália): 6 a 13 de maio de 2023
GWM Sydney Surf Pro apresentado por Bonsoy (Nova Gales do Sul, Austrália): 17 a 24 de maio de 2023
Ballito Pro apresentado por O’Neill (KwaZulu-Natal, África do Sul): 2 a 9 de julho de 2023
US Open of Surfing Apresentado por Pacifico (Huntington Beach, EUA): 29 de julho a 6 de agosto
EDP Vissla Pro Ericeira Apresentado por Estrella Galicia (Ericeira, Portugal): 1 a 8 de outubro de 2023
Corona Saquarema Pro (Rio de Janeiro, Brasil): 14 a 21 de outubro de 2023

 

BALLITO, ÁFRICA DO SUL. Foto: Alan van Gysen/World Surf League)

Para 2023, os campos da Challenger Series serão reduzidos de 96 para 80 homens e 64 para 48 mulheres, permitindo que as competições aproveitem os ciclos de ondulação mais ideais em cada local.

A maior parte da redução vem da alocação prévia para os surfistas do CT que fizeram o Mid-season Cut.

A partir desta temporada, os surfistas do CT não serão obrigados a competir em dois eventos da Challenger Series, porém, eles podem se inscrever para um evento wildcard se quiserem competir.

Saquarema. Foto: Thiago Diz/WSL

Os 12 homens e sete mulheres no CT que caíram abaixo da linha de corte e perderam a requalificação do CT no início da temporada se classificarão automaticamente para todos os eventos da Challenger Series.

“Depois de um início empolgante na temporada 2023 do Championship Tour, é ótimo anunciar a programação da Challenger Series”, disse Jessi Miley-Dyer, chefe de esportes da WSL. “Esses seis eventos desempenham um grande papel na determinação da escalação para o 2024 Championship Tour, oferecendo um caminho para novos talentos ingressarem no CT e uma segunda chance para os surfistas do CT que perderam o Mid-season Cut para voltar ao Tour. Com essa nova quantidade, todos os competidores estarão focados na qualificação do CT e também poderemos aproveitar ao máximo as melhores condições de cada local, por isso estou animada para ver como esses eventos se desenrolam. ”

A Challenger Series, que é a segunda de uma estrutura de competição de três níveis, receberá 80 homens e 48 mulheres em cada evento, composto por atletas das seguintes categorias:

• 12 homens e sete mulheres do CT que não fizeram o corte de meia-temporada;
• 10 homens e cinco mulheres do ranking da Challenger Series do ano anterior;
• Três homens e duas mulheres que foram surfistas do CT na temporada anterior que não se requalificaram nem para o CT nem para a Challenger Series;
• 49 homens e 30 mulheres alocados pelas sete regiões da WSL (Austrália/Oceania, Ásia, África, Europa, Havaí/Tahiti Nui, América do Norte e América Latina);
• Campeão Mundial Júnior masculino de 2022;
• A campeã mundial júnior feminina de 2022; mais
• Cinco curingas masculinos e três femininos por evento.

Receba nossas Notícias no seu Email

Últimas Notícias