Publicidade:

Um mergulho na essência do localismo havaiano

Todos nós temos uma ideia pré-concebida sobre localismo.

Seja aqui no Brasil ou em outros países, quem surfa sabe que certas ondas são controladas por um grupo de pessoas com frequência assídua no pico.

O localismo vem em muitas formas, algumas mais inteligentes, outras mais ignorantes.

Mas quando falamos sobre esse comportamento inerente ao surf, também devemos levar em consideração o comportamento de quem vem de fora, pois muitas vezes é o que determina a forma como o localismo irá se manifestar.

+ Melhore sua cavada de backside, com a AprimoreSurf
+ O que aprendi em uma semana de surf camp com Treko e Leandro Dora? 

E o lugar mais emblemático quando falamos sobre localismo é, sem dúvida, o Havaí – o berço do surf e lar de muitas das melhores ondas do mundo.

E apesar da má fama, o fato é que se algum lugar pode justificar o localismo do ponto de vista sociopolítico e de prevenção de lesões, este lugar é o Havaí.

Neste episódio de Red Bull No Contest, um mergulho mais profundo na essência do localismo havaiano: o que é, por que está lá e como agir de acordo.


Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias