Publicidade:

Tríplice Coroa incentiva a nova era do surf feminino (vídeo)

A temporada da Tríplice Coroa está aberta desde o dia 21 de dezembro até o dia 21 de janeiro. O campeonato composto pelas etapas de Haleiwa, Sunset Beach e Pipeline passou a ser online.

A competição conta com cada vez mais mulheres ultrapassando os limites dos tubos pesados e, dessa forma, a cena da onda mais icônica do mundo, Pipe, continua a evoluir.

Veja também:

Série narra a recuperação de Jordy Smith e seu retorno à agua

Silvana Lima: “tem muita mulher que surfa mais que os homens”

Outsiders: atletas e iniciativas que brilharam em 2021

“Se eles tivessem isso na minha época, teria sido incrível, porque eu estava sempre pronta para o free surf nas ondas grandes e eu nunca tive essa experiência da Tríplice Coroa que essa nova geração está tendo”, disse Rochelle Ballard, uma das primeiras mulheres a de fato pegar tubo em Pipeline.

A favorita ao título é Carissa Moore, que foi quem levou o troféu de 2020. Segundo Rochelle, Carissa é sempre uma grande ameaça porque, em geral, ela tem a melhor performance em qualquer condição. No entanto, Moana Jones tem uma leitura impressionante e se destaca em Pipeline. Não é a toa que ela quem pegou a melhor onda de Pipe na competição da Tríplice Coroa de 2020.

Todas ondas escolhidas e enviadas até agora pelos atletas masculinos e femininos que estão participando da Tríplice Coroa 2021, estão disponíveis no site da Vans Triple Crown.

Confira o vídeo sobre a cena das mulheres:

 

 

 

Receba nossas Notícias no seu Email

+Notícias